Sexta, 01, Julho, 2022

Prepare a fantasia que o Baile dos Artistas vai voltar!

12, maio, 2022

A notícia que está movimentando o meio cultural paraibano desde a semana passada é a volta do Baile dos Artistas. Uma volta que tem tudo para ser triunfal, por que não? O evento era um dos momentos mais esperados pela classe artística, jornalistas e personalidades de diversas áreas no início dos anos 90.

Realizado geralmente no mês fevereiro, o Baile dos Artistas era a apoteose do momento pré-carnavalesco de João Pessoa com a revelação dos nomes que se destacaram na cultura e no jornalismo no ano anterior. A nova versão do Baile vai acontecer no início de 2023.

Comissão organizadora

A Comissão Organizadora é formada por Chico Noronha (gestor cultural e jornalista), Madeleine Braga (bailarina-coreógrafa, apresentadora e psicóloga), Joalisson Cunha (ator e arquiteto), Roberto Maia (psicanalista e produtor) e Juca Pontes (poeta, editor e produtor).

Ao final da entrevista concedida pelo psicanalista Roberto Maia, o leitor pode votar ate 30/06/2022 – atraves do link do Google – na personalidade de destaque da cultura paraibana, bem como no Rei e Rainha do X Baile dos Artistas realizado na capital paraibana.

A entrevista:

Amigo de artistas influentes e desempenhando diariamente o importante papel de psicanalista, como você encara retomar seu lugar na comissão do próximo Baile dos Artistas?

Roberto Maia

Eu considero que a retomada do Baile é fundamental para endossar a importância da arte e da cultura em nossas vidas, nesses dois anos de pandemia foi a arte que nos salvou a não sucumbirmos em nossos lares, a arte sempre teve um papel fundamental para a nossa organização psíquica é por meio dela que possamos acessar o lúdico e fazer com que o ser humano possa sair da realidade ( a maioria muito cruel) e buscar novas formas de organização por meio da pulsão de vida.

Como você encara o clima de surpresa com o anúncio de retomada do baile?

Sendo bem realista eu não acho que foi tão surpresa o retorno do baile, considero que quando estamos ameaçados em nossos direitos geralmente o ser humano encontra formas de se organizar para enfrentar o medo e a violação de diretos. O baile é apenas um desses movimentos de resistência, vejo que a efervescência cultural voltou com força em nossa cidade nos últimos anos, me faz lembrar o início do baile em 1986 após vivenciamos 21 anos de ditadura militar até o ano 1985.
Agora que as pessoas ficaram muito receptivas a possibilidade de retorno de Baile isso sem dúvida aconteceu de forma muito positiva e para nós organizadores nos pegou de surpresa tanto carinho por parte da classe artística paraibana.

A comissão que organiza o baile pretende contribuir de que maneira com o importantíssimo movimento Folia de Rua consolidado no carnaval de Joao Pessoa?

O baile na verdade nasceu junto com a criação dos blocos de Carnaval um pouco antes do Folia de Rua, embora sejam movimentos independentes havia uma necessidade de festejar o carnaval em João Pessoa, não foi a toa que o Baile dos Artistas e o Muriçocas do Miramar foram criados no mesmo ano em 1986.
Assim no X Baile dos Artistas pretendemos realizar ele em 2023 em parceria com o Folia de Rua, o carnaval tradição, as agremiações dos ursos da Paraíba e toda a classe cultural da Paraíba para fazermos uma grande festa de comemoração e premiação da arte paraibana.

Corre pela capital paraibana que a equipe produtora do Baile dos Artistas pretende desenvolver durante o período que antecede o baile um projeto denominado “ESQUENTA”. Você pode a essa altura falar sobre esse projeto?

O Baile dos Artistas ele ideologicamente é um lugar itinerante. Nós nunca tivemos a intenção de realizar apenas uma premiação, aliás sempre foi um lugar de diálogo durante o ano todo com os artistas locais. Lembro que fazíamos coquetel de lançamento do Baile no bar do teatro Santa Rosa que causava aquele burburinho na cidade. Então esse ano resolvemos fazer vários ” esquentas” por meio de encontros entre os artistas, vernissagens, exposições de arte, shows etc para que possamos nos encontrar algumas vezes durante o ano para nos expressarmos por meio da arte até chegarmos no Baile em si que será em fevereiro de 2023. A intenção é que o Baile nunca perca seu caráter itinerante e democrático refletindo assim sobre o papel da arte em nosso país. Lembro inclusive de uma frase que nosso querido Domingos Sérgio (primeiro organizador do Baile dos Artistas) fazia questão de reafirmar ” gente é para brilhar sempre!”

VOTE NA PERSONALIDADE DE DESTAQUE DO X BAILE DOS ARTISTAS

https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLSeWNPV4FJ2A7RhTTM7XrDklYBG4B3QVNsvT31gcNJEEmnMd8Q/viewform?vc=0&c=0&w=1&flr=0