Domingo, 28, Fevereiro, 2021
banner

Sem correr riscos

18, janeiro, 2021

Como o Campeonato Paraibano será bem compacto, começando em março e terminando em maio, as grandes contratações não vão acontecer, até porque o mundo todo está reclamando da falta de dinheiro. No futebol não é diferente, principalmente na Paraíba, onde o amadorismo ainda se faz presente e com muita assiduidade, porque a maioria das ações sempre acontece na última hora.

Esse ano mesmo foi uma novela quase sem fim para definir a realização do Campeonato Paraibano, já que numa reunião no ano passado os dirigentes de clubes, com exceção do Botafogo-PB, não queriam a competição. Então ficou uma grande dúvida no ar, pois até a Federação Paraibana de Futebol optou pela tática do silêncio e aumentou a desconfiança entre os torcedores.

Depois de muita pressão e da boa vontade manifestada pelo Ministério Público, a Federação Paraibana de Futebol decidiu realizar a reunião do Conselho Arbitral, com direito a divergências, restrições e por fim um almoço que serviu de pausa para as reclamações que estavam inquietando os dirigentes que optaram pelo Campeonato Paraibano no primeiro semestre.

Mas tudo passou e agora seja o que Deus quiser. A correria por contratações aumentou para quem deseja um bom calendário em 2022 e para quem só pensa em participar, nada mais, trabalha apenas para não ser rebaixado. Assim segue o futebol profissional da Paraíba, sem sair daquele patamar que não gera motivação. O cenário não é dos melhores, mas a competição vai acontecer.

Positivo
O prefeito Cícero Lucena prometeu trabalhar e muito, também para fazer João Pessoa um grande centro do esporte em nível nacional. Talentos a capital paraibana tem de mais. Só falta um apoio significativo como esse, deixando a política de lado. Ele só precisa ter muito cuidado com as figurinhas carimbadas que deixam a razão de lado.

Negativo
Aquele clube que ainda sonha com o apoio do Governo do Estado, é bom deixar de reclamar e prestar contas do que fez no passado. Caso contrário o Campeonato Paraibano vai passar e muita gente vai ficar no prejuízo. Na reunião do Conselho Arbitral, tinhas alguns dirigentes fazendo contas com o dinheiro do Governo do Estado. Lamentável.

No Foco
Gostei do papo na Rádio Pop FM na sexta-feira que passou. Nada melhor do que ter a companhia inteligente de colegas como Fábio Bernardo, Stefano Wanderley, Paulo Neto e Coxinha. A discussão foi produtiva e contou com a participação de muitos ouvintes. Fiquei feliz com o convite e com o nível do debate. O programa F5 tem mostrado um crescimento muito significativo.

banner