sexta-feira, 19 de abril de 2024
Política 6, outubro, 2023

Dinho encabeça revitalização comercial do Centro de João Pessoa

thumb

O presidente da Câmara de João Pessoa (CMJP), vereador Dinho Dowsley (Avante), apresentou um Plano de Ação que visa à revitalização econômica, social e arquitetônica do Centro da Capital.

Dinho propõe a adoção de quatro medidas: gratuidade progressiva no sistema de estacionamento Zona Azul e gratuidade nos ônibus para quem comprar nas lojas do Centro; melhoria da segurança pública nas ruas do local; promoção de incentivos fiscais para os comerciantes que se mantiverem no Centro e para aqueles que queiram empreender na área.

A proposta foi discutida com dirigentes da Federação do Comércio de Bens e de Serviços da Paraíba (Fecomércio-PB), da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) e Sindicato das Empresas de Transporte Coletivo Urbano de Passageiros (Sintur-JP) na última segunda-feira (2).

“Nos últimos 20 anos, o Centro vem sofrendo com uma progressiva perda de importância enquanto local comercial, de moradia e oportunidade para o empreendimento. O resultado dessa falta de atenção é visto no dia a dia, e seus efeitos negativos foram acentuados durante a pandemia”, avaliou Dinho.

O vereador apresentou projeto de indicação propondo que gratuidade na Zona Azul para aquelas pessoas que forem ao Centro fazer compras. 

Quem utilizar o serviço terá uma hora de gratuidade se comprar a partir de R$ 50; duas horas se a compra for de R$ 100 ou mais; e de três horas se a compra for igual ou superior a R$ 300,00.

Objetivo, segundo Dinho, é proporcionar o caráter rotativo das vagas, sem que isso represente a penalização econômica dos clientes. “Isso representará uma vantagem competitiva em relação aos shoppings e outros centros comerciais”, avaliou o presidente.

Sobre a gratuidade nas passagens de ônibus para quem comprar no Centro, Dinho citou um projeto que está sendo executado em Fortaleza. 

“Lá, as pessoas que compram a partir de certo valor recebem a gratuidade na bilhetagem eletrônica para voltarem para casa de ônibus. É uma iniciativa simples, que requer negociação e tem impacto financeiro, mas que também pode render bons frutos como diferencial competitivo para quem comprar nas lojas do Centro”, exemplificou.

Para melhorar a segurança, queixa recorrente de comerciantes e consumidores da área, o Plano de Ação prevê a realização de audiências públicas para discutir o problema e buscar soluções. 

“Também vamos buscar junto à Prefeitura de João Pessoa e ao Governo do Estado um regime diferenciado de impostos para as lojas do Centro. O argumento é o de que se isso não for feito, será difícil reverter a sangria”, anunciou Dinho. 

A proposta é que estes incentivos tenham duração de cinco anos e impactem em redução de Imposto sobre Serviços (ISS) e Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS).

Dinho ainda lembrou que a Casa Napoleão Laureano vai investir R$ 20 milhões na construção da nova sede, que será mantida no Centro Histórico da Capital.

Fonte – Blog Sony Lacerda