sexta-feira, 19 de abril de 2024
Política 30, setembro, 2023

Em meio às nomeações de aliados, Bruno anuncia cortes de gastos

thumb

O prefeito de Campina Grande, Bruno Cunha Lima, publicou decreto nesta sexta-feira (29) com uma série de medidas para contenção de gastos, que inclui corte nos salários e exoneração de assessores.

As medidas têm vigência de 90 dias. A decisão ocorre na mesma semana em que o prefeito assinou atos com nomeações de aliados do senador Veneziano Vital do Rêgo.

Bruno atrelou as medidas à queda no repasse do Fundo de Participação dos Municípios e é uma forma de manter a continuidade e conclusão de obras e sem precisar aumentar impostos.

“É preciso coragem para cortar na própria carne, diminuindo o custo da máquina pública, e para manter o equilíbrio fiscal, garantindo os investimentos e a conclusão das obras”, destacou o gestor.

Entre as medidas, estão a redução de 20% no salário do prefeito, 10% no salário dos secretários, a exoneração de assessores e cargos de confiança, corte de gratificações e despesas administrativas, como a suspensão de pagamento de diárias e a redução de 90% na emissão de passagens aéreas.

“Nossa decisão foi tomada de forma madura e responsável. Não podemos deixar que problemas nos repasses do governo federal prejudiquem o andamento das nossas ações, a exemplo do grande pacote de obras que estamos executando em Campina e o funcionamento, por exemplo, do Restaurante Popular ‘Prato do Povo’, que já serviu mais de 15.000 refeições desde que foi inaugurado”, afirmou o prefeito.

Bruno lembrou que os municípios do país estão sofrendo com a diminuição dos valores obrigatórios repassados pela União. E que muitos estão sendo obrigados a tomar medidas similares.

Mas, garantiu que nenhuma das áreas essenciais da Prefeitura será atingida pelos cortes nas despesas administrativas. As medidas adotadas foram planejadas detalhadamente nas últimas semanas para garantir o equilíbrio fiscal conquistado pelo município.

Fonte – Blog Sony Lacerda