Domingo, 28, Fevereiro, 2021
banner
Esportes 30, janeiro, 2021

Floresta-CE e Mirassol-SP começam a decidir título da Série D

thumb

O acesso à Série C era o primeiro objetivo de Floresta-CE e Mirassol-SP. Alcançada a meta, cearenses e paulistas passaram a sonhar com o título da Série D do Campeonato Brasileiro. Uma conquista de nível nacional que seria inédita para qualquer lado. Neste sábado (30), o Lobo da Vila Manoel Sátiro e o Leão da Alta Araraquarense começam a decidir a competição na Arena Castelão, em Fortaleza, a partir das 16h (horário de Brasília), com transmissão ao vivo da TV Brasil. O duelo de volta será no próximo sábado (6), no mesmo horário, no estádio municipal José Maria de Campos Maia, o Maião, em Mirassol (SP).

O Floresta chega para a decisão como o time que menos perdeu até o momento. Foram só duas derrotas em 22 jogos, com dez vitórias, dez empates e 40 pontos somados. O Mirassol tem números um pouco melhores: 44 pontos e 13 vitórias. Ao longo do mata-mata, o Lobo se acostumou a enfrentar – e eliminar – rivais que estavam à frente dele na pontuação. Foi assim contra Itabaiana-SE na segunda fase, América-RN nas quartas de final e Novorizontino-SP na semifinal.

Mesmo disputando, simultaneamente, a Taça Fares Lopes (que reúne times cearenses e dá ao campeão vaga na próxima Copa do Brasil), o foco do Floresta é a final da Série D. Tanto que, no torneio estadual, o técnico Leston Júnior tem utilizado uma equipe formada por reservas e jogadores da base, poupando a força máxima para a competição nacional. Ainda assim, o Lobo avançou à semifinal da Fares Lopes e o próximo adversário será o Icasa. O primeiro jogo será terça-feira (2 de fevereiro) e o segundo uma semana depois, no dia 9, ambos às 15h30.

O técnico do Floresta não tem desfalques para o duelo contra o Mirassol e deve repetir a formação que bateu o Novorizontino-SP por 2 a 0 no último fim de semana, em São Paulo. O provável Lobo terá: Douglas Dias, Lito, William Goiano, Alisson e Fábio Alves; Jô, Marconi e Thalison; Deysinho, Núbio Flávio e Flávio Torres.

Do lado mirassolense, a aposta principal é a força do ataque, que balançou as redes 47 vezes em 22 partidas da Série D. Com 11 gols, Fabrício Daniel é o protagonista do setor e ainda briga pela artilharia geral da competição. Ele tem um gol a menos que os também atacantes Zé Love (Brasiliense-DF) e Wallace Pernambucano (América-RN). Mas, nos últimos duelos, curiosamente, é outro jogador de frente que tem roubado a cena: João Carlos. Contratado após disputar a Série C pelo Volta Redonda-RJ, ele já fez cinco gols em oito jogos pelo Leão.

É apenas a segunda vez nesta Série D que o Mirassol começa a decidir um confronto fora de casa. A única ocasião em que isso ocorreu foi na segunda-fase, quando os paulistas superaram o Caxias-RS. Após uma derrota por 1 a 0 em Caxias do Sul (RS), o Leão venceu pelo mesmo placar no interior de São Paulo e se classificou nos pênaltis. Nas fases seguintes, o time construiu a vantagem no Maião e a administrou nas partidas de volta, contra Brasiliense, Aparecidense-GO e Altos-PI.

Assim como Leston Júnior, o técnico Eduardo Baptista tem força máxima à disposição. A novidade deve ser a volta do lateral Vinícius, que cumpriu suspensão na vitória por 1 a 0 sobre o Altos, há uma semana, no Piauí. O Leão deve ir a campo com: Jeferson; Vinícius, Danilo Boza, Heitor e Moraes; Daniel, Alisson e Cássio Gabriel; Netto, Fabrício Daniel e João Carlos.

Fonte: Agência Brasil

Foto: Ronaldo Oliveira/ASCOM Floresta EC

banner