sábado, 22 de junho de 2024
Geral 11, agosto, 2023

Governo da Paraíba amplia atenção à pessoa autista e seus familiares em João Pessoa

thumb

OCentro de Atendimento ao Autista (CAA), em João Pessoa, agora conta com sala de Musicalização e de Terapia Alimentar, e ofertará cursos de qualificação profissional com certificação para familiares dos usuários do serviço. A ampliação feita pelo Governo da Paraíba na oferta dos serviços na unidade foi anunciada pela secretária de Estado do Desenvolvimento Humano, Pollyanna Dutra, nesta quinta-feira (10), no CAA, durante café da mamnhã nas comemorações da Semana da Família, numa alusão ao Dia dos Pais. 

Os novos espaços terapêuticos já estão sendo utilizados pelos usuários, e a partir da próxima semana, serão iniciadas as inscrições para turmas dos cursos de Gastronomia, Modelagem em biscuit e Pintura para os pais e responsáveis que acompanham seus filhos em terapia.
No anúncio, a secretária Pollyanna lembrou que as famílias não estão sozinhas no cuidado com os seus filhos. “O Governo está atento e junto a vocês! Por isso, a partir de agora, a mãe ou responsável, quando chegar aqui, terá também acesso a uma linha de cuidados. O filho será assistido pela oferta das terapias e a mãe, nesse tempo, terá acesso a cursos de qualificação profissional. Todo mundo junto nesta missão, eu tenho certeza de que vamos levar para Paraíba o que temos de melhor: esse sentimento de amor, carinho e solidariedade”, enfatiza a secretária.

O CAA-JP fica localizado no bairro do Rangel e atende, atualmente, 359 crianças, adolescentes e adultos com Transtorno do Espectro Autista (TEA), que realizam semanalmente acompanhamento multiprofissional com especialidades como: nutrição, serviço social, fonoaudiologia, psicologia, psicomotricidade, fisioterapia e terapia ocupacional. Os usuários do serviço são encaminhados pela Fundação Centro Integrado de Apoio ao Portador de Deficiência (Funad) e a gestão do espaço é realizada pela entidade conveniada Missão Resgate.

A presidente da Funad, Simone Jordão, conheceu os novos espaços terapêuticos e enfatizou que o Governo vem fazendo de tudo para ampliar a atenção às pessoas autistas. “A Funad tem papel fundamental nesse processo, mas a Funad não dá conta de tudo. A sensibilidade de gestores que compreendem a necessidade de assistir esse segmento é muito importante. É uma alegria para nós que sabemos a luta diária das famílias que são encaminhadas para o atendimento no CAA-JP, ver o serviço agregando novos espaços e acolhendo os familiares”, comemora Simone.

A coordenadora-geral do CAA-JP, Valquíria Uchôa, explica que as novas iniciativas são frutos de uma necessidade diagnosticada pela equipe. “Nós observávamos que as mães ficavam em rodas de conversas paralelas, então sentimos necessidade de também fazer terapias em grupos para elas, já que sabemos que as famílias também adoecem nesse processo”, explica.

Maria José, psicopedagoga, tem o filho assistido pelo CAA e ficou emocionada com o anúncio das atividades para as famílias. “Realmente nós estávamos precisando disso. O olhar do Governo para nós, nesse momento, foi de extrema importância. Nós trazemos as crianças e ficamos sem fazer nada, fica um vazio, de certa forma. Com esses cursos vamos poder ter a oportunidade de seguir uma profissão, o que é importante para nós”, relata emocionada a psicopedagoga que não exerce atualmente a função para se dedicar ao acompanhamento das terapias do filho.

“Uma mãe me abordou e disse que o filho passou a semana inteira comentando e aguardando o momento da musicalização. Isso é gratificante! Nosso foco é trazer qualidade de vida para essas crianças. Em nosso espaço eles estão livres para se expressar e trabalhar a criatividade”, revelou Rusiel Araújo, professor de Musicalização infantil.

Fonte – SECOM-PB