quarta-feira, 21 de fevereiro de 2024
Economia 5, fevereiro, 2024

Governo da Paraíba investe mais de R$ 680 mil para fortalecer o artesanato paraibano

thumb

OGoverno da Paraíba, por meio do programa Empreender-PB e do Programa do Artesanato Paraibano (PAP), realizou, na noite desse sábado (3), a assinatura de 91 contratos com artesãos empreendedores que expuseram seus produtos no 37º Salão do Artesanato Paraibano, em João Pessoa e agora terão oportunidade de investir em equipamentos de trabalho ou ampliar seus negócios. Os contratos assinados representam um investimento de R$ 680.400,00. O ato contou com a presença do vice-governador Lucas Ribeiro e da segunda dama Camila Mariz.

Também participaram da solenidade a secretária do Turismo e do Desenvolvimento Econômico, Rosália Lucas; o secretário executivo da Comunicação Institucional, Fábio Barros; e o secretário executivo da Juventude, Pedro Matias.

Investimento – “Trabalho com peças em crochê e participo do Salão do Artesanato. Fico muito feliz com esse crédito do programa Empreender-PB, que me permitiu ampliar a minha produção. Hoje, produzo biquínis, saídas de banho e outras peças”, comemorou a artesã Luciane Duarte, uma das beneficiadas com os recursos do Empreender Paraíba. 

Na ocasião da assinatura dos contratos, o vice-governador Lucas Ribeiro fez questão de conhecer as histórias de vida e os avanços já registrados pela força do empreendedorismo paraibano. “O Salão do Artesanato já se consolidou como um evento de grande relevância para o desenvolvimento econômico e turístico do estado, gerando renda e promovendo a arte local. Nesta edição, como a gente pode constatar, foi novamente um sucesso de vendas e de público. Esse resultado positivo é um reflexo direto do apoio e do investimento contínuo do Governo do Estado em iniciativas que não apenas exaltam o nosso patrimônio cultural, mas também contribuem para o crescimento econômico e o fortalecimento do empreendedorismo”, ressaltou o vice-governador.

“Estamos muito felizes com os resultados do Salão do Artesanato 2024, especialmente na atuação do Empreender-PB junto aos artesãos que estão expondo este ano. Estamos finalizando, mais uma vez, o trabalho que é feito, a cada edição do Salão, com a assinatura dos contratos dos empreendedores que fizeram suas inscrições lá no início. Então, é sempre importante prestar esse apoio aos pequenos empreendedores artesãos do nosso estado e o Salão do Artesanato tem sido a melhor ocasião para isso”, finalizou o secretário de Empreendedorismo da Paraíba, Fabrício Feitosa.

O 37º Salão do Artesanato Paraibano, que se encerra neste domingo (4), reúne, ao todo, 532 expositores e isso representa recordes ainda maiores para o evento, que a cada ano surpreende pela movimentação de pessoas e a riqueza das peças expostas.

“Precisamos celebrar, neste ano, o nosso recorde de público e de negócios fechados. Acumulamos, de modo geral, o volume de R$ 3,4 milhões em vendas. Isso sem falar que mais de 83 mil produtos foram vendidos e a ação solidária, realizada durante o Salão, arrecadou quase 3.900 itens alimentícios”, destacou a gestora do PAP, Marielza Rodriguez.

Como grande parceiro do Salão do Artesanato, o Sebrae-PB está sempre presente, capacitando, ao longo do ano, os expositores por meio de consultorias e cursos capazes de ampliar o conhecimento do micro e pequeno empreendedor que sonha e acredita no sucesso do próprio negócio. O intuito é fazer com que eles melhorem a produção e a técnica de venda, e que participem de feiras e eventos de economia criativa.

Empreender PB – É um programa do Governo do Estado destinado a apoiar os empreendedores da Paraíba, disponibilizando financiamento de crédito (empréstimos) com taxas reduzidas de juros para pessoas físicas e jurídicas que desejam iniciar um negócio próprio ou ampliar um já existente. Seu objetivo é incentivar o empreendedorismo, gerar empregos e renda para os paraibanos, além de desenvolver o potencial econômico de cada região do Estado.

O Programa Empreender Paraíba tem o objetivo de fomentar a atividade de empreendedorismo nos 223 municípios, apoiando e fortalecendo a economia solidária, o microempreendedor individual, o microempresário, negócios de pequeno porte e as cooperativas de produção da Paraíba.

Fonte – SECOM-PB