Terça, 07, Dezembro, 2021
Geral 6, maio, 2021

Governo inicia restauração da ponte e do viaduto entre Bayeux e João Pessoa

thumb

O Departamento de Estradas de Rodagem da Paraíba (DER-PB) já iniciou os trabalhos de restauração da ponte sobre o Rio Sanhauá e do viaduto da Rua Índio Piragibe, que dão acesso ao tráfego entre João Pessoa e Bayeux, onde o Governo do Estado está investindo R$ 2,7 milhões, com recursos próprios. A população de Bayeux comemora a realização dos serviços, destacando a segurança que eles vão proporcionar a quem trafega diariamente pelos dois locais.

A ponte, de 160 metros de extensão e o viaduto, construídos há 40 anos aproximadamente, são de grande importância para o tráfego entre João Pessoa, Bayeux, Santa Rita e Ilha do Bispo, além de serem fundamentais para o escoamento de veículos que se destinam ao interior do Estado.

O comerciante Alexandre da Silva se disse surpreso ao saber da notícia. “Eu fiquei surpreendido, pois já fazia tempo que a ponte estava precisando dessa restauração. Vai ser um benefício muito grande para nós que somos da cidade de Bayeux”, disse. “Aliás, eu não me lembro se já houve esse tipo de serviço”, comentou.

Marcelo Soares, autônomo, destacou a segurança que a obra trará à população. “Eu fiquei muito feliz, porque todos os dias eu cruzo essa ponte e, certamente, essa restauração vai trazer mais segurança”, enfatizou.

A mesma opinião é compartilhada pela professora Lucineide Galdino. “Eu estou muito feliz com essa notícia. Todos os dias eu me desloco de Bayeux para João Pessoa de ônibus, que é um veículo muito pesado, e isso traz segurança para toda a população que se descola todos os dias de Bayeux para João Pessoa”, finalizou.

O gestor da obra e engenheiro do DER, Francisco de Assis Ferreira de Lima, disse que a JatoBeton Engenharia Ltda, empresa ganhadora da concorrência pública, já iniciou os trabalhos de restauração desses equipamentos, começando pelas vigas transversais da ponte, devendo na sequência iniciar a substituição dos guardas-corpo (varandas) e restauração das juntas de dilatação da lage.

Os serviços deverão ser executados em um prazo de 300 dias, informou o gestor do órgão rodoviário.

Fonte: SECOM/PB

Foto: SECOM/PB