quarta-feira, 22 de maio de 2024
Saúde 14, setembro, 2023

Hemocentro da Paraíba realiza ações alusivas ao Dia Mundial do Doador de Medula Óssea nesta quinta

thumb

OHemocentro da Paraíba e a Hemorrede Estadual comemoram, nesta quinta-feira (14), o Dia Mundial do Doador de Medula Óssea – 30 Anos de Redome (Registro Brasileiro de Doadores Voluntários de Medula Óssea). Em João Pessoa, o evento será realizado a partir das 9h, no auditório da instituição, com o objetivo de sensibilizar o público em geral para a importância de se cadastrar no Redome.

O evento integra as ações da Semana Mundial do Doador de Medula, que começou na última segunda-feira com a captação de novos doadores. Nesta sexta-feira (15), a ação será na Facene/Famene, com a realização de uma coleta externa, onde será cantado o parabéns virtual, às 10h, com a comunidade acadêmica, ação que será realizada simultaneamente em todo o país.

A diretora-geral do Hemocentro da Paraíba, Shirlene Gadelha, explica que este ano a Paraíba conseguiu alcançar o quarto lugar do número de novos cadastros de doadores de medula no Nordeste, com a realização de 2.939 registros.

Também destaca que já foram encaminhados 70 doadores compatíveis, sendo 48 doadores para ajudar pacientes no Brasil e 22 para ajudar pacientes internacionais.
Conforme a coordenadora da Biologia Molecular do Hemocentro da Paraíba, Maria Betânia Sousa, o crescimento de cadastros é imprescindível para aumentar as chances de encontrar uma medula compatível. Dados do Redome mostram que a Paraíba tem 97.473 pessoas cadastradas.

Com base nas leis da genética, as chances de um indivíduo encontrar um doador ideal entre irmãos (mesmo pai e mesma mãe) é de 25%, enquanto entre indivíduos não aparentados é, em média, de 1 em 100 mil.

A coordenadora explica que o transplante de medula óssea é um tipo de tratamento que visa substituir uma medula óssea doente por uma saudável, para restabelecer a produção normal das células sanguíneas. O tratamento é indicado para diversas doenças, entre elas leucemia, linfomas, mieloma múltiplo, aplasia de medula e imunodeficiências
Critérios para se cadastrar como doador de medula óssea
• O voluntário deve ter entre 18 e 35 anos de idade (o doador permanece no cadastro até 60 anos e pode realizar a doação até esta idade);
• Estar em bom estado de saúde e não ter tido câncer.
• Para se cadastrar, é necessário procurar um hemocentro ou hemonúcleo mais próximo, portando um documento de identificação oficial com foto. Os doadores preenchem um formulário com dados pessoais e é coletada uma amostra de sangue para testes de histocompatibilidade (HLA).


PROGRAMAÇÃO DO DIA MUNDIAL DO DOADOR DE MEDULA ÓSSEA- 30 ANOS DO REDOME


9h – RECEPÇÃO DOS CONVIDADOS – COM APRESENTAÇÃO DO BONDE MUSICAL

9h20 _ ABERTURA – Breve relato do cadastro de doadores voluntários de medula óssea no Hemocentro da Paraíba
RESPONSÁVEIS : Diretora Geral do Hemocentro da Paraíba – Shirlene Gadelha; e Chefe da Biologia Molecular – Maria Betânia Souza de Almeida

9H50- RELATO: DOADOR E RECEPTOR DE MEDULA ÓSSEA
AMANDA MARTINS (RECEPTORA) E MAXIMILIANO ROGÉRIO FRANÇA (DOADOR)

10h30 – COFFE BREAK E ENCERRAMENTO.