c João Pessoa
27/10/2020 - 08:48

Polícia Civil abre campanha contra violência doméstica com feira de serviços

image

 Durante todo o mês de março, a Secretaria de Estado da Segurança e da Defesa Social, através da Polícia Civil, por meio da Coordenação das Delegacias Especializadas de Atendimento à Mulher da Paraíba (Coordeam), realizará uma campanha de enfrentamento à violência doméstica, com diversas atividades alusivas ao Dia Internacional da Mulher, celebrado em 08 de março. A abertura da campanha será nessa terça-feira (03), com a Feira de Serviços “Polícia Civil em rede pelas mulheres”, a partir das 08h00, na Central de Polícia Civil, localizada no Bairro Geisel, em João Pessoa. 

Durante a feira, serão oferecidos diversos serviços de saúde, orientação jurídica, emissão de documentos, beleza e estética, todos voltados para mulheres. “Essa feira representa o cuidado especial que as mulheres merecem e devem ter consigo mesmas, além do acesso a informações jurídicas para usufruírem dos seus direitos, incluindo direito a ter autonomia e viver em paz, sem violência”, afirmou a Delegada de Polícia Civil Maísa Félix Ribeiro de Araújo, coordenadora das Delegacias da Mulher na Paraíba. 

A Feira de Serviços “Polícia Civil em rede pelas mulheres” disponibilizará serviços odontológicos; serviços de beleza, saúde e bem estar, como corte de cabelo, massagem relaxante e antiestresse; fisioterapia; serviços de Enfermagem, como aferição de pressão arterial e teste de glicemia; expedição de cédulas de Identidade; orientações jurídicas; orientações sobre o Programa Empreender Mulher, entre outros, através de diversos parceiros.  

A Delegada Maísa Félix enfatizou que a Coordeam realiza atividades educativas e informativas sobre violência doméstica ao longo do ano inteiro, com palestras em escolas, universidades, empresas, canteiros de obras, feiras livres e diversos outros locais públicos e privados. Essas ações serão intensificadas durante todo este simbólico mês de março. 

“O trabalho informativo é importantíssimo, para explicar às pessoas, homens e mulheres, sobre o nosso ordenamento jurídico, principalmente a Lei Maria da Penha. Mostrando o que é o crime de violência doméstica e suas penas, tentamos conscientizar os homens a não praticarem crimes e orientamos às mulheres vítimas de violência à procurarem à Delegacia imediatamente”, explicou a Delegada. 

Atualmente, a Paraíba conta com 14 Delegacias Especializadas de Atendimento à Mulher, além de um Núcleo. Somente em 2019, as DEAMs do Estado instauraram um total de 4.624 inquéritos policiais para apurar casos de violência doméstica e de gênero, além de remeterem ao Judiciário 4.941 pedidos de Medidas Protetivas para as mulheres vítimas de violência.

Foto Ascom Polícia Civil
Fonte - Ascom Polícia Civil