Sábado, 27, Novembro, 2021
Geral 6, maio, 2021

Número de atendimentos no Centro de Tratamento da Dor cresce 65% no primeiro trimestre

thumb

Mesmo em um período difícil onde se enfrenta a Covid-19, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) conseguiu ajustar, intensificar e aumentar os atendimentos aos usuários. Entre janeiro e março desde ano, houve um crescimento de 65%, chegando à marca de 3.637 atendimentos neste primeiro trimestre, no atendimento prestado no Centro Municipal de Reabilitação e Tratamento da Dor (Cendor), que fica localizado no bairro de Mangabeira II, anexo ao Ortotrauma.

São vários serviços oferecidos no centro especializado, como fisioterapia (analgésica, cinesioterapia, hidroterapia, osteopatia, RPG e pilates), acupuntura, psicoterapia, atendimento médico em diversas especialidades e procedimentos de infiltração para os casos mais refratários.

O diretor geral do Cendor, o médico Gustavo Mendes, evidenciou o crescimento do atendimento ao esforço de toda a equipe para continuar beneficiando a população. “Existe um grande potencial de crescimento e fortalecimento das terapias oferecidas. Possuímos uma equipe multidisciplinar experiente, capacitada e comprometida com o atendimento de qualidade e a reabilitação plena do usuário. O centro é um dos poucos locais especializados na rede pública do país que possui uma estrutura deste porte, com variedade de terapias oferecidas, em um único local”, ressaltou.

A usuária Evanir de Sousa pensa da mesma forma. Segundo ela, o Cendor tem mudado a sua vida, desde que iniciou há oito meses o tratamento. “Eu sentia muitas dores no joelho e isso atrapalhava muito meu trabalho, pois sou cabeleireira e fico muito tempo em pé. Eu já fiz 20 sessões e faltam apenas 10, mas já consigo ver uma melhora grande nas dores que sentia e sei que até ao final estarei 100% para continuar trabalhando no meu salão”, disse.

Francisca da Silva, que é beneficiada pelo serviço há mais de 10 anos, garantiu que sempre foi bem atendida. “Eu já fiz fisioterapia, acupuntura e outras especialidades e vejo como tudo isso é importante para mim. Nunca saí daqui sem ser atendida e neste período estou vindo uma vez por mês, me tratando do mal de Parkinson. Eu sei que aqui eu ficarei melhor, com tanto cuidado e atenção que recebemos”, revelou.

Referência em reabilitação – O Cendor é um centro de referência em reabilitação e oferece um serviço aos pacientes em pós-operatório de cirurgias ortopédicas realizadas no Complexo Hospitalar de Mangabeira Governador Tarcísio Burity, bem como o tratamento da dor nas pessoas acometidas por síndromes dolorosas crônicas.

“Os pacientes que realizam as cirurgias ortopédicas no Ortotrauma são encaminhados pelo próprio médico para que realize a reabilitação pós-operatória no Cendor. Neste caso, depois de realizada a triagem do paciente pelo fisioterapeuta, é iniciada as sessões de fisioterapia, com a terapia mais indicada para cada caso”, explicou Gustavo Mendes.

A equipe multidisciplinar do centro especializado é composta pelos seguintes profissionais: médicos, fisioterapeutas, psicólogos, enfermeiros, técnicos de enfermagem, além do administrativo. São oferecidos atendimentos médicos nas seguintes especialidades: medicina da dor, reumatologia, neurologia, psiquiatria e dermatologia.

As síndromes dolorosas mais frequentemente tratadas são: lombalgia, lombociatalgia, fibromialgia, cervicobraquialgia, osteoartrite, cefaleias , artrite reumatóide, tendinites, bursites, neuropatias diversas.

Encaminhamento – Nos casos dos pacientes de dor crônica, os mesmos devem ser encaminhados ao Cendor através das Unidades Básicas de Saúde (UBS) e passar pela regulação municipal.

O Cendor fica localizado na rua Agente Fiscal José Costa Duarte, s/n, em Mangabeira II (anexo ao Ortotrauma). O serviço funciona de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h. Quem desejar entrar em contato para informações deve ligar para os números 3239-1221 ou 3239- 3225.

Fonte: SECOM/JP

Foto: SECOM/JP