sábado, 24 de fevereiro de 2024
Política 25, outubro, 2023

O tempo de Pedro Cunha Lima da presidência do PSDB e até da política

thumb

O ex-deputado federal Pedro Cunha Lima decidiu que vai deixar a presidência do PSDB na Paraíba. Também teria confidenciado a amigos próximos a decisão de deixar, aos poucos ou por um tempo, a política.

O partido, segundo interlocutores disseram ao BLOG, passará a ser comandado pelo deputado estadual Fábio Ramalho, que tem experiência em gestão e um político habilidoso. A convenção será realizada na próxima sexta-feira (27), em João Pessoa.

Apesar do resultado obtido nas eleições para governador, quando obteve mais de um milhão de votos, os acontecimentos que sucederam a campanha eleitoral, em muito provocado por Pedro, talvez não intencionalmente, resultaram nas ações de agora.

O desgaste na relação entre os deputados Tovar Correia Lima e Romero Rodrigues e o prefeito Bruno Cunha Lima, que já dura tempo demais para um grupo que sempre foi unido, contribuiu para a decisão de Pedro que, como “família” e presidente do partido, não conseguiu resolver.

Pedro cobra unidade no PSDB, e não está errado. Fala em política de gestos ou gestos na política. Mas vem flertando com decisões inábeis. Se uma foto em que Tovar aperta a mão do governador João Azevêdo provocou tamanha reação, como conduzir as demais situações que certamente virão até se chegar às urnas.

Se é preciso deixar o comando da legenda ou parar para rever conceitos e decisões, que o faça agora. As eleições de 2026 estão logo ali e Pedro tem sim chances de virar a própria chave.

Fonte – Blog Sony Lacerda