Terça, 30, Novembro, 2021
Geral 17, abril, 2021

Parque Arruda Câmara é referência como uma das principais áreas verdes de João Pessoa

thumb

Na data em que se comemora o Dia Nacional da Botânica, 17 de abril, os moradores da cidade de João Pessoa também podem comemorar o privilégio de ter no centro da cidade o Parque Zoobotânico Arruda Câmara (Bica), que permanece preservando no local os resquícios da Mata Atlântica. A data foi instituída pelo Decreto de Lei nº 1.147, em homenagem ao naturalista alemão Carl Friedrich Philipp Von Martius.

O secretário de Meio Ambiente de João Pessoa, Welison Silveira, lembrou que a população tem uma relação de amor com a Bica. “Além desse aspecto do Parque ser um local de lazer, de fornecer conforto ambiental, tem o aspecto da população poder estar sempre em contato com a natureza, com a fauna e a flora, o que sem dúvida contribui para a qualidade de vida das pessoas”, afirmou.

Com um número considerável de exemplares da Mata Atlântica, a Bica tem a Trilha da Mata, um dos espaços mais preservados do Parque. Dentre as espécies encontradas na área, estão sibipiruna, gameleira, jatobá, munguba e também o ipê amarelo, que é mais popular na cidade e sempre atrai os olhares e interesse dos pessoenses quando estão na sua floração.

Com relação a espécies raras, Neide Marthins, bióloga do Parque, destaca o pau-brasil, a ucupira e a amescla. “Temos ainda uma espécie que ocorre na Mata Atlântica e também no cerrado, que é a paineira rosa e também uma que é originária da África, o baobá, muito raro, com pouquíssimas unidades no Brasil. O mesmo é famoso por fazer parte do imaginário infantil no livro ‘O Pequeno Príncipe’”, destacou a bióloga.

Além de exemplares da Mata Atlântica, o Parque conta com um conjunto de palmeiras imperiais, que foram introduzidas no Brasil por Dom João VI, quando da implantação do Jardim Botânico do Rio de Janeiro, de onde saíram as sementes e mudas das palmeiras que foram introduzidas na Paraíba, como, por exemplo, no Parque Solon de Lucena e na Bica.

Neide Marthins considera um privilégio o pessoense ter um parque verde dentro da zona urbana da cidade. “Além de oxigênio, a área verde fornece abrigo para os animais silvestres e conforto ambiental para a população. Por ser arborizado, o Parque é um ambiente agradável, e, em alguns casos, com temperaturas mais amenas em relação a outros lugares que não têm tantas árvores”, concluiu.

Serviço – O Parque Arruda Câmara está localizado na Avenida Gouveia Nóbrega, s/n – Róger, aberto de terça a domingo, agora em horário especial, das 8h às 12h e das 13h às 17h, com fechamento da bilheteria uma hora antes do término de cada turno. A entrada custa R$ 2,00 por pessoa, sendo não pagantes crianças até 7 anos de idade e idosos acima de 65 anos. Mais informações através do telefone 3218-9710.

Fonte: SECOM/JP

Foto: SECOM/JP