Quinta, 24, Junho, 2021
Geral 22, maio, 2021

Praias do Litoral da PB têm treze trechos impróprios para banho; saiba quais

thumb

O Litoral da Paraíba tem treze trechos de praias impróprios para banho, sendo dez em João Pessoa, dois em Pitimbu e um em Cabedelo, de acordo com o relatório divulgado pela Superintendência de Administração do Meio Ambiente (Sudema), válido até a próxima sexta-feira (28).

Os outros pontos monitorados, situados em Mataraca, Baía da Traição, Rio Tinto, Lucena, Cabedelo e Conde, tiveram a qualidade das águas classificada como própria.

Neste sábado (22), a maré bate 2,1m às 0h43 e abaixa para 0,6m às 6h41. Os ondas sobem novamente para 2,2m às 13h e chegam em 0,4 às 19h15.

No domingo (23), as ondas marcam 2,2m às 1h32. A maré chega em 0,4m às 7h38, e volta ficar subir medindo 2,3m às 13h54. De noite, mede 0,3m às 20h04.

Mesmo na praia, de acordo com o decreto estadual, o uso de máscaras em locais públicos é obrigatório devido à pandemia do novo coronavírus. O secretário de saúde Geraldo Medeiros também reforça que as medidas sanitárias e o distanciamento social sejam mantidos na Paraíba, mesmo com as flexibilizações.

Praias com trechos impróprios para banho na Paraíba

João Pessoa

  • Praia do Bessa, em frente à desembocadura do Maceió do Bessa;
  • Praia do Cabo Branco, no final da Rua Gregorio Pessoa de Oliveira.
  • Praia do Cabo Branco, em frente a rotatória do Cabo Branco;
  • Praia do Cabo Branco, em frente a galeria de águas pluviais;
  • Praia de Manaíra, em frente ao N° 315 da Av. João Maurício;
  • Praia de Manaíra, no final da Av. Ruy Carneiro;
  • Praia da Penha, em frente a desembocadura do Rio Cabelo;
  • Praia da Penha, em frente a desembocadura do Rio Aratu;
  • Praia de Jacarapé, em frente à Rua do Centro de Convenções;
  • Praia do Arraial, em frente a desembocadura do Rio Cuiá.

Cabedelo

  • Praia do Jacaré, na margém direita do estuário do Rio Paraíba.

Pitimbu

  • Praia de Guarita, em frente a desembocadura da Lagoa;
  • Praia Azul/Santa Rita, em frente as galerias de águas pluviais.

Fonte: Paraíba Já