Domingo, 24, Outubro, 2021
Saúde 5, julho, 2021

Prefeitura vacina grupos prioritários contra a Influenza até a próxima sexta-feira

thumb

A Prefeitura de João Pessoa, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), estará vacinando as pessoas que compõem os grupos prioritários contra a Influenza até a próxima sexta-feira (9), prazo que encerra a terceira etapa da campanha. Após a data, na segunda-feira (12), a campanha de imunização contra gripe em João Pessoa será aberta a população em geral, conforme nota técnica dos Governos Federal e Estadual.

Até o momento, apenas 112.943 doses foram aplicadas, o que significa que 35,6% das pessoas que integram os grupos prioritários foram vacinadas com a vacina da gripe. A meta é 90%. O chefe da Seção de Imunização de João Pessoa, Fernando Virgolino, chama atenção desses grupos para a necessidade da imunização ainda nesta semana.

“Os grupos prioritários são compostos por pessoas mais expostas e com maior possibilidade de contaminação e agravo dos vírus gripais, por isso a campanha é focada nelas. Precisamos da conscientização para a necessidade e importância dessa vacina e adesão desses públicos. Esta é a última oportunidade para que essas pessoas possam ser imunizadas contra a Influenza, uma vez que o Ministério da Saúde nos envia o quantitativo de doses baseado na nossa população de grupos prioritários, então, a partir do momento que abrirmos para a população em geral, não poderemos mais garantir a exclusividade das doses apenas para as pessoas consideradas prioritárias”, explica Fernando Virgolino.

Até o dia 9 de julho (sexta-feira) devem receber o imunizante gestantes, puérperas e crianças de seis meses a menores de 5 anos, 11 meses e 29 dias, trabalhadores de saúde que atuam na rede hospitalar e especializada; professores; idosos a partir de 60 anos; pessoas com comorbidades; pessoas com deficiência permanente; caminhoneiros; trabalhadores de Transporte Coletivo Rodoviário de Passageiros Urbano e de Longo Curso; trabalhadores portuários; profissionais das Forças de Segurança e Salvamento e Forças Armadas; funcionários do Sistema de Privação de Liberdade; população privada de liberdade; e adolescentes e jovens em medidas socioeducativas.

A vacina da gripe é composta por vírus inativado e protege contra três subgrupos da Influenza, o H1N1, H3N2 e Influenza B, vírus que circulam rotineiramente e promovem sintomas muito semelhantes ao da Covid-19. “O avanço da vacinação da gripe colabora para desafogar os serviços de saúde e aos profissionais na exclusão do diagnóstico para Covid-19, reforma a imunidade, ajuda a reduzir as complicações, internações e a mortalidade decorrentes das infecções provocadas pelos vírus Influenza”, destaca Fernando Virgolino.

Pontos de vacinação – As pessoas que fazem parte dos grupos prioritários para receber a vacina contra gripe podem procurar o Centro Municipal de Imunização (CMI), na Avenida Rui Barbosa, na Torre, além das Policlínicas municipais e Unidades de Saúde da Família (USFs). Além de documento de identidade com foto e cartão SUS, é necessário comprovar que integra o grupo prioritário do momento apresentando o contracheque ou comprovação de vinculo, bem como declaração médica para pessoas com comorbidades e gestantes.

Intervalo entre as doses – Como o chamamento para a campanha de vacinação da gripe acontece em simultâneo ao chamamento para a vacinação contra o coronavírus, é necessário respeitar um intervalo de 14 dias entre um imunizante e outro. De acordo com a nota técnica do Programa Nacional de Imunização (PNI), a vacina da Covid-19 deve ser priorizada e o intervalo de 14 dias serve também para outras vacinas que integram o calendário de rotina do PNI. Esse prazo entre as vacinas se faz necessário para evitar associação a eventos adversos pós-vacinação de outros imunizantes com os da Covid.

Fonte: SECOM/JP

Foto: SECOM/JP