sábado, 24 de fevereiro de 2024
Política 17, agosto, 2023

Primeira etapa das obras do Acauã-Araçagi começa a funcionar

thumb

O governador João Azevêdo e o ministro da Integração e Desenvolvimento Regional, Waldez Góes, visitaram, na manhã desta quarta-feira (16), as obras dos lotes 1 e 2 do canal Acauã-Araçagi. Na ocasião, foram acionadas as válvulas dispersoras na barragem de Acauã (equipamento que controla a vazão).

Com isso, o canal referente ao lote 1 passou a ser abastecido, o que beneficia, nesta primeira etapa 15 municípios, ao longo de 44,9 quilômetros.

O socialista afirmou que o lote 2 será entregue até o final do ano, chegando a 95 quilômetros de obra concluída, de um total de 130 quilômetros. No total, serão investidos R$ 1,2 bilhão, segundo que R$ 122 milhões aportados pelo Governo do Estado.

“O Canal Acauã-Araçagi foi concebido de modo que, à medida que for sendo construído, já vai poder ser utilizado, de já entrar em operação. Por isso, a Secretaria de Infraestrutura e Recursos Hídricos já está trabalhando no aproveitamento dessa água e de como fazer a sua distribuição, principalmente na produção agrícola”, afirmou.

Ele complementou: “Essa água que chega a Acauã, que vem lá de Boqueirão, da transposição do São Francisco, será distribuída principalmente com os assentamentos do Incra. Não tenho dúvida de que a resposta será muito grande para a economia e para a produção de alimentos”.

Por sua vez, o ministro Waldez Góes afirmou que projetos de segurança hídrica são prioridades para o Governo Federal. Garantiu, ao lado do governador, que não faltarão recursos para obras no estado.

“A parte de segurança hídrica, que compreende toda essa interligação com o Rio São Francisco, revitalização de bacias, também de irrigação, dentro desse contexto que o governador João Azevêdo está colocando, são prioridades do Governo Lula. Tanto que o presidente garantiu 100% dos recursos necessários para conclusão da primeira, da segunda e da terceira etapa, que ainda vai ser licitada”, ressaltou.

A obra garantir o abastecimento de água potável para 38 municípios da região, em caráter regular e contínuo. Já durante o período seco, as obras vão permitir o suprimento de água, atendendo a uma área de aproximadamente 16 mil hectares de terras irrigadas, beneficiando mais de 600 mil pessoas, desde o Açude Acauã até o Rio Camaratuba.

A visita do governador João Azevêdo e do ministro da Integração e Desenvolvimento Regional, Waldez Góes, foi acompanhada pelo vice-governador Lucas Ribeiro e por auxiliares da gestão estadual, a exemplo de Ronaldo Guerra (Chefia de Gabinete) e Nonato Bandeira (Comunicação Institucional), além do deputado estadual João Gonçalves e lideranças políticas da região.