Quarta, 20, Outubro, 2021
Política 29, julho, 2021

Programa João Pessoa Solidária é aprovado pela CMJP

thumb

Arrecadar alimentos para famílias carentes inscritas em cadastros sociais da Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP), fomentar o turismo e patrocinar o Botafogo Futebol Clube. Esses são os principais objetivos do Programa João Pessoa Solidária, aprovado pela maioria dos parlamentares da Câmara Municipal de João Pessoa (CMJP), em votação realizada durante Sessão Extraordinária realizada nesta quinta-feira (29).

De acordo com a mensagem do Executivo enviada à CMJP, várias ilhas de arrecadação de alimentos não perecíveis serão instaladas em estabelecimentos comerciais parceiros. “Embora o objetivo do Programa João Pessoa Solidária seja a arrecadação de alimentos, o procedimento adotado também vai repercutir positivamente no turismo e no incentivo ao único clube de futebol que está representando a cidade em competições nacionais”, diz o texto.

A mensagem ainda justifica o uso do Botafogo Futebol Clube como a base publicitária de divulgação da ação. “O BFC é o maior time de futebol da cidade. Tê-lo como elemento de divulgação atrairá de imediato sua grande torcida para o programa”. A divulgação dos potenciais turísticos da cidade no portfólio publicitário do clube também foi um argumento utilizado para defender o patrocínio.

De acordo com o PLO 556/2021, o valor da cota de publicidade a ser contratada está limitado a cem mil reais por mês. Como contrapartida, o Botafogo deverá ceder à Prefeitura o direito de imagem dos seus jogadores e jogadoras, do escudo e da bandeira do clube para serem utilizados em materiais publicitários do Programa João Pessoa Solidária, além de espaço na camisa oficial e backgrounds utilizados para entrevistas. A estrutura da escolinha de futebol do time também será disponibilizada para ministrar aulas para os alunos da rede municipal de ensino.

Incentivo

“Com a instituição desse Programa, a Prefeitura marca dois gols: além de ajudar as famílias carentes nesse momento de pandemia, ainda incentiva o Botafogo Futebol Clube”, comemorou o vereador Junio Leandro (PDT). “Trata-se de um grande investimento que a cidade está fazendo. Se o clube passar para a série B, todos esses recursos voltarão triplicados”, defendeu Marcos Henriques (PT).

Além do caráter social do programa, o vereador Coronel Sobreira (MDB) destacou o aspecto econômico do incentivo esportivo. “Caso o Botafogo chegue à série B, serão realizadas 38 rodadas na Capital, o que movimenta o comércio local”, reforçou.

“A Prefeitura, com a sensibilidade e a visão que tem, vai se utilizar da força da marca do único time em atividade profissional da cidade, o Botafogo, para divulgar o destino João Pessoa, fomentando o turismo e garantindo uma contrapartida social”, comemorou Zezinho Botafogo (Cidadania).

A matéria recebeu o voto contrário da vereadora Eliza Virgínia (PP) por, segundo ela, ferir o princípio da impessoalidade. “Poderíamos fazer a mesma coisa com outros times e outros esportes”, justificou.

Fonte: CMJP