Terça, 19, Outubro, 2021
Política 28, abril, 2021

Vereadora pede volta do setor de festas na Capital

thumb

A vereadora Eliza Virgínia (Progressistas) pediu a volta do funcionamento do setor de festas e eventos durante pronunciamento na sessão desta terça-feira (27), da Câmara Municipal de João Pessoa (CMJP). Para a parlamentar, não há justificativa para a proibição ao setor colocando as mesmas medidas sanitárias atendidas como condição de funcionamento de restaurantes e abertura de igrejas. 

“Os bebês continuam nascendo, pessoas continuam fazendo aniversário, querendo casar e comemorar a vida. Temos que dar graças a Deus porque temos a oportunidade de comemorar a vida, muita gente não tem. Qual a diferença de ter a ocupação de 30% em uma missa e não ter em uma cerimônia religiosa de casamento?”, afirmou a parlamentar lembrando das normas sanitárias de uso de máscaras, álcool em gel e distanciamento social. 

Eliza Virgínia afirmou que hoje acontece uma reunião com a vigilância sanitária da Capital para antecipar a liberação do setor. “A promessa é que hoje saia um adendo ao decreto para a liberação dessas festas. Parabenizo o zelo e responsabilidade da gestão e aguardo ansiosamente essa decisão. Se não hoje, no próximo decreto para que essas casas de festas comecem a funcionar dentro dos parâmetros que as regras determinam”, explicou.

Em aparte, o vereador Marcos Henriques (PT) discordou da solicitação da vereadora. “Não é por que as igrejas estão recebendo seus fiéis que a gente deve liberar. Essa liberação é o contrário do que estão fazendo países que mostraram a eficácia de um bom isolamento social. Entendo que essa flexibilização possa aumentar não só os casos, mas também os óbitos”, posicionou-se o vereador petista.

Instalação de CPI e revitalização da Avenida Cruz das Armas

A parlamentar ainda solicitou a volta das aulas presenciais na Rede Municipal de Ensino da Capital e sugeriu a abertura de Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar obras paradas em escolas. “É um problema gravíssimo, 48 escolas estão com obras inacabadas e abandonadas. Precisamos fazer um balanço das obras que estão com problemas, talvez abrir uma CPI para investigar se tudo o que foi pago pela gestão foi entregue”, sugeriu a vereadora.

Eliza Virgínia ainda destacou projeto de revitalização da Avenida Cruz das Armas, bairro no qual o pai dela, ex-vereador e ex-deputado Nivaldo Manoel (in memorian) cresceu e criou-se. Segundo a vereadora, o projeto vai além da simples revitalização da avenida, o projeto conta também com construção de viadutos, ampliação da Feira de Oitizeiro, implantação de espaço de lazer e esporte, revitalização do Cemitério São José, ampliação de ciclovias. “São ações que podemos fazer para entregar de novo àquele povo uma avenida para melhor servir aos moradores, comerciantes e contribuintes”, enfatizou.

Fonte: CMJP

Foto: CMJP