Terça, 18, Maio, 2021
thumb

Como era o Brasil quando Galvão Bueno narrou um jogo pela última vez?

11, abril, 2021

Galvão Bueno volta hoje a narrar um jogo na TV Globo. Será a decisão da Supercopa do Brasil, entre Flamengo e Palmeiras, no Mané Garrincha, às 11h (de Brasília).

Galvão foi afastado por ser grupo de risco da pandemia de Covid-19, mas como já recebeu as duas doses da vacina contra o vírus, foi reintegrado ao grupo de narradores da emissora. A Globo trabalhou com a data desde quando o narrador havia recebido a primeira dose. 
Em sua página no Twitter, Galvão celebrou o retorno: “Mais que uma volta, um renascimento. Viva a vacina! Viva a ciência!”

O último jogo que ele havia participado foi justamente a Supercopa do Brasil de 2020, onde o Flamengo derrotou o Athletico por 3 x 0, dia 16 de fevereiro.
COMO ERA O MUNDO NESSA ÉPOCA

Veja acima nas manchetes dos jornais do dia 16 de fevereiro/20 que não havia ainda o temor do coronavírus. Ninguém tinha ideia do tamanho da tragédia que já matou aproximadamente 350 mil brasileiros.
Na capa da revista Veja naquela segunda quinzena de fevereiro/20, o tema foi “O Carnaval da resistência (sim, houve Carnaval), com a seguinte abordagem: “O Carnaval de 2020 será, definitivamente, mais exaltado do que aquele que passou (o qual, por sinal, já entoava um coro considerável de insatisfações)… Agora, como nunca, a maior festa do país ganhou ares de uma imensa passeata, ao ritmo da resistência”.

Já a revista Crusoé destacou: “O General Augusto Heleno afirmou que o governo não deveria ser submetido a chantagens vindas do Congresso Nacional. E foda-se”.
O tempo passou rápido e o Congresso agora (leia-se, o Centrão) está todo, digamos, “domesticado”.
Bem vindo à vida real, Galvão!