Quinta, 25, Fevereiro, 2021
banner

Meu corpo não é sua folia!

9, fevereiro, 2021

A Polícia Civil da Paraíba, através da Coordenação das Delegacias da Mulher – Coordeam – participou esta semana do lançamento da terceira edição da campanha “Meu corpo não é sua folia”. Mesmo com o cancelamento do carnaval 2021 pelo Governo do Estado, a campanha vai acontecer para inibir casos de violência contra a mulher em festas familiares ou de grupos de amigos.

A campanha tem como objetivo informar as mulheres e a população em geral, prevenir e coibir crimes de importunação sexual e violência de gênero, além de orientar a população a ficar em casa durante o Carnaval, cancelado devido à pandemia do novo coronavírus, que causa a Covid-19.

A iniciativa da campanha é da Rede de Proteção às Mulheres em Situação de Violência na Paraíba (Reamcav), coordenada pela Secretaria de Estado da Mulher e da Diversidade Humana, Secretaria de Estado de Segurança Pública e Defesa Social e conta com o apoio da Associação Folia de Rua, entre outras parcerias.

Segundo a coordenadora das Delegacias Especializadas de Mulheres, Maísa Félix, a proposta da campanha é “estimular, especialmente as mulheres, a denunciarem as ocorrências à polícia, pois quanto mais rápido a mulher procurar ajuda, mais rápido rompe com o ciclo da violência”.

Para evitar aglomeração por conta da pandemia o lançamento da campanha teve transmissão ao vivo através do link: https://www.youtube.com/user/SEMDH

“Mesmo sem festas nas ruas, sabemos que a violência continua dentro de casa e muitas vezes em pequenas reuniões com amigos. A campanha continua agora dentro das famílias e grupos sempre orientando as mulheres para denunciar qualquer tipo de violência”, destaca a secretária da Mulher e da Diversidade Humana, Lídia Moura.

Na terceira edição da campanha, o slogan “Meu corpo não é sua folia” continua e mostra que nenhuma mulher pode ter seu corpo tocado ou ser importunada de qualquer forma sem seu consentimento.

“O crime de importunação sexual prevê pena de um a cinco anos de prisão (Lei 13.718/18). Lançada em 2019, a campanha ganhou adesão popular, cresceu em parcerias e ultrapassou as fronteiras da Paraíba”, disse a juíza Graziela Queiroga, coordenadora da Mulher em Situação de Violência Doméstica e Familiar do Tribunal de Justiça da Paraíba

“Meu corpo não é sua folia” ganhou música e letra de Fuba, interpretada pela cantora Madu Ayá. E o VT da campanha, criado por Beethowen Souza, viralizou nas redes sociais. Em 2021, serão veiculadas peças da campanha na internet e rádio.

Outro objetivo da campanha é divulgar o trabalho da Rede de Proteção às Mulheres, Crianças e Adolescentes em Situação de Violência da Paraíba (Reamcav), assim como o serviço prestado pelas delegacias de Polícia Civil no enfrentamento dos crimes de importunação sexual e violência doméstica e de gênero. Caso não haja uma Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (Deam) no município, as denúncias devem ser feitas em qualquer delegacia ou pelos telefones 197 (importunação) e 190 (emergência).

Quem faz Rede de Proteção às mulheres

A campanha é uma iniciativa da Rede Estadual de Proteção às Mulheres, Crianças e Adolescentes em Situação de Violência da Paraíba (Reamcav) e Polícia Civil e tem como principais realizadores: Delegacia Geral da Polícia Civil, Coordenação das Delegacias Especializadas de Atendimento à Mulher, Polícia Militar, Corpo de Bombeiros, Secretaria de Segurança e Defesa Social, Secretaria do Estado da Mulher e da Diversidade Humana (Semdh), Coordenadoria da Mulher em Situação de Violência Doméstica e Familiar do Tribunal de Justiça da Paraíba, Defensoria Pública, Ministério Público da Paraíba, OAB, Assembleia Legislativa, Prefeitura Municipal de João Pessoa e Câmara Municipal de João Pessoa, Codata, Empresa Paraibana de Comunicação (EPC). Este evento, em particular, conta ainda com a parceria da rede Nord Hotéis, Associação Folia de Rua, Muriçocas de Miramar, Muriçoquinhas do Miramar. Bloco Cafuçu, Virgens de Tambaú e outros.

banner