quinta-feira, 18 de agosto de 2022

Nada mudou

4, agosto, 2022

Não sei bem qual foi a intenção do técnico Itamar Schülle, ao dizer na entrevista de ontem, que não era Deus para fazer milagre. Posso dizer apenas que foi uma declaração inoportuna para quem alimenta tanto o discurso do otimismo na corrida pela classificação para a próxima fase da Série C do Campeonato Brasileiro. O torcedor do Botafogo-PB com certeza não gostou do que ouviu depois do empate com o Mirassol-SP.

Mesmo concordando que o torcedor tem o direito de criticar e exigir, parece que Itamar Schülle começa a se incomodar com a pressão que já sofre por conta dos resultados acumulados, pois tem cinco empates e uma vitória no comando do Botafogo-PB. A torcida reclama e com razão, porque a perda de pontos em casa continua acontecendo e o futebol apresentado não é dos melhores.

O torcedor do Botafogo-PB está preocupado e pressiona com razão, pois sente que os adversários estão chegando com mais força na zona de classificação. Além disso, o futebol do time comandando por Itamar Schülle não agrada. O desempenho é bem parecido com o de Gerson Gusmão, assim como os tropeços em pleno estádio Almeidão.

Para o menor desespero da torcida, o Botafogo-PB permanece na zona de classificação e com chances reais de avançar, já que depende dos seus resultados e de um melhor futebol, principalmente no jogo da próxima segunda-feira, contra o Figueirense, que é decisivo para os dois times. Se o Belo não conquistar três pontos nesse novo desafio, no Almeidão, a dor de cabeça será grande na última rodada contra a Aparecidense-GO, fora de casa.

Positivo
A Escolinha de Futebol do Tio Didi continua recebendo alunos novatos na faixa etária entre 5 e 15 anos. Os interessados podem fazer contatos pelo telefone 9.9981-5263. As aulas acontecem nas terças e sextas-feiras pela manhã e a tarde, na Arena Opção no conjunto Valentina de Figueiredo.

Negativo
Romário marcou presença no segundo episódio do novo canal do streamer Casimiro Miguel, intitulado “Que Papinho!”, no YouTube. O tetracampeão criticou cortes e posturas dos ex-técnicos da Seleção Brasileira, Zagallo, Luxemburgo e Felipão. Por conta deles, o Baixinho ficou fora dos Jogos Olímpicos de Atlanta, após ter conquistado o Mundial de 1994. O goleador também esteve ausente das Copas de 98 e 2002, e das Olímpiadas de Sidney, em 2000.

No Foco
Aprofessora Maya, que é uma das forças da educação física da Paraíba, se prepara para retomar as suas atividades com força total neste segundo semestre. Promete novidades no segmento de peronal trainer. Trata-se de uma grande profissional, com muita qualidade no que faz.