Domingo, 28, Fevereiro, 2021
banner

O reality show do Pastoril

18, fevereiro, 2021

Com humor e muita criatividade o elenco do Pastoril Profano está se reinventando para sobreviver e não deixar o espetáculo parar em tempos de pandemia. Sem shows presenciais há mais de um ano, a Trupe de Humor da Paraíba lançou três episódios online do espetáculo “A casa do Pastoril Profano”.

A final da série acontece nesta sexta-feira (19), a partir das 20h00, pelo canal do Youtube da Trupe de Humor da Paraíba. Os outros dois foram exibidos nos dias 05 e 12 de fevereiro. O espetáculo permite a interação do público os ingressos custam R$ 10,00.

Nesse formato, o público adquire o ingresso pela TrupePlay e faz o pagamento pelo PIX (83) 98888-4845. Depois deve encaminhar o boleto de confirmação do pagamento para esse mesmo número e informar a data do espetáculo que quer assistir. Com isso, receberá uma senha de acesso à sala e poderá acompanhar o espetáculo a partir das 20h00.

A transmissão será realizada ao vivo direto do Teatro Lima Penante e exibida pelo Canal do YouTube da Trupe de Humor da Paraiba. Só poderá assistir quem adquirir o ingresso pela TrupePlay.

Uma sátira aos ‘reality shows”

A casa do Pastoril Profano é um programa com três episódios que faz uma sátira aos programas de reality shows existentes na televisão brasileira. “A nossa temporada será dividida em três episódios: O quarto, O banheiro e o último, A sala. Em todos os episódios o público poderá comandar os espetáculos, ou seja, as ações dos personagens serão comandadas pelo próprio público”, argumenta o diretor Edilson Alves.

Os personagens ficarão à disposição do público para cumprir prendas, ir pro paredão ou roça, participar de festas e o que é melhor: divertir todo mundo durante três episódios. Imagina o que poderá acontecer com todos esses personagens confinados dentro de um quatro, de um banheiro ou de uma sala?

O espetáculo online mais vigiado, espiado, falado e esculhambado do Brasil tem no elenco a Mudinha (Alessandro Barros), Irmã Luzinete (Sérgio Lucena), Selma Camburão (Raymon Farias), Verinha Show (Dinart Silva), Maria Dubu (Tony Silva), Verônica Show (Aluisio Sousa) e ainda o Véi Dengoso (Edilson Alves).

Na técnica estão Nelson Alexandre, que fica responsável pelo cenário, figurinos, adereços e iluminação e na sonoplastia, Wagner Nascimento. Os músicos são Mano Rodrigues, Aldo Marques e Milton Lima.

“Será uma experiência diferente e empolgante estar sozinhos num espaço cênico falando para o público que estará do outro lado”, afirma Edilson Alves diretor do grupo.

Fonte: Assessoria

Foto: Divulgação

banner