Sexta, 15, Janeiro, 2021
banner

Uma tristeza mesmo

9, janeiro, 2021

Apesar do clima de recesso e da disseminação da pandemia do coronavírus, a Federação Paraibana de Futebol está com quase todos os seus compromissos em dia, e como a sua receita não é questão de ordem, a preocupação é quase zero com o que vai acontecer em 2021. Uma coisa é certa: se o ano passado foi ruim, tudo indica que a temporada que se inicia será pior ainda, pois não existe nenhum planejamento em evidência.

Coisa boa é quando não se vive em crise. A Confederação Brasileira de Futebol não tem deixado as suas filiadas falando sozinhas com toda essa situação atípica que toma conta do futebol. Aqui na Paraíba até parece que os clubes estão vivendo a melhor fase, pois o silêncio é um só quando se fala na realização do Campeonato Paraibano. Até parece que a Federação Paraibana de Futebol comemora essa realidade, já que não perde nada e a receita não deixa de mostrar saldo positivo.

E assim caminha esse pobre futebol, com os clubes de pires na mão e sem contar com o apoio financeiro de ninguém. Até parece que ninguém quer mais a realização do Campeonato Paraibano, como ficou registrada naquela reunião do Conselho Arbitral no fim do ano passado. E para a Federação Paraibana de Futebol, tudo indica que tanto faz, como tanto fez.

Enquanto o quesito relevância não entra em campo, não tem muito que se esperar sobre a realização do Campeonato Paraibano. Dever acontecer sim, sem torcida em campo e sem grandes investimentos, o que vai ratificar a pobreza desse futebol profissional que mergulhou de vez no amadorismo. O cenário é triste e não existe nenhuma perspectiva de mudança.

Positivo
A comissão técnica do basquete da Ansef-PB, formada por Janaína Chianca e Kátia Costa, informa que está matriculando alunos para as categorias de base. Os contatos podem ser feitos pelo telefone 9.9624-7649 e as vagas são limitadas, atendendo todas as exigências dos órgãos públicos de saúde. O basquete na Ansef-PB continua em alta.

Negativo
O futebol amador em João Pessoa está vivendo um momento muito complicado. Os grandes eventos deixaram de existir, os campos nos bairros estão abandonados e não existe nenhuma perspectiva de melhora para 2021. São poucos os clubes que investem na sua base, pois não existe nenhum tipo de incentivo financeiro.

No Foco
O karatê interestilos da Paraíba espera por grandes eventos em 2021, para colocar em ação os seus principais atletas, que são destaques em nível nacional. O presidente da Federação Paraibana de Karatê Interestilos, Jocimar Freitas, começou a fase de preparação com o seu grupo de elite.

Compartilhe:
banner