Quinta, 27, Janeiro, 2022
Geral 2, fevereiro, 2021

Crescimento sustentável da cidade é foco de parceria entre Prefeitura e Crea-PB

thumb

A Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP) e o Conselho Regional de Engenharia e Agronomia da Paraíba (Crea-PB) vão firmar parceria técnico-científica em defesa do crescimento sustentável da cidade. Para se chegar nesse resultado, serão trabalhados o cumprimento da legislação e a celeridade nos procedimentos de licenciamentos sob as responsabilidades das duas instituições.

A cooperação institucional foi discutida em reunião, na manhã desta segunda-feira (01). Um termo de cooperação formalizará a parceria, incluindo a promoção conjunta de cursos de qualificação e aperfeiçoamento para profissionais vinculados ao Conselho, especialmente os que atuam em projetos do setor público e trabalham com normas técnicas cuja aplicação exige maior acompanhamento.

Para o secretário de Planejamento (Seplan), José William, o apoio institucional do Crea à Prefeitura contribui para elevar a qualidade da engenharia, beneficia os profissionais da área e preserva e valoriza o espaço urbano. “Seguindo a orientação e determinação do prefeito Cícero Lucena, vamos avançar com mais parcerias que proporcionem essa contribuição a cidade, como já fizemos buscando a Universidade Federal da Paraíba. Vamos, ainda esta semana, ao Instituto Federal da Educação e procuraremos também o Conselho de Arquitetura e Urbanismo, além de outras entidades e instituições dispostas a essa cooperação”, observou.

“O Crea é um parceiro da sociedade e pode contribuir com a administração pública para uma boa gestão da cidade. Esperamos levar João Pessoa como um exemplo de boas práticas para o Brasil”, comentou o presidente do Crea-PB, Antônio Carlos de Aragão.

Também participaram da reunião Giucélia Figueiredo, ex-presidente da entidade e atual diretora nacional da Caixa de Assistência dos Profissionais da Engenharia e Agronomia; o conselheiro federal Renan Guimarães de Azevedo; a assessora jurídica Mikaela Fernandes; além do procurador e do chefe de gabinete da Seplan, Bruno Lavor e Sérgio Oliveira, respectivamente.

Fonte: SECOM/JP

Foto: SECOM/JP