Quarta, 06, Julho, 2022
Saúde 4, junho, 2022

Dia D de vacinação contra sarampo, influenza e Covid-19 acontece neste sábado em João Pessoa

thumb

Cerca de cem postos de vacinação estarão disponíveis à população neste sábado (4), em João Pessoa, no ‘Dia D’ de Mobilização contra Influenza, Sarampo, Covid-19 e atualização da caderneta de vacinação de adultos e crianças. Além das unidades de saúde da família (USF), estarão funcionando também o Centro de Imunização e as policlínicas municipais, além de postos no Mangabeira Shopping e no Parque Solon de Lucena (Lagoa) – local onde acontece a abertura da campanha, às 8h.

“Começamos as campanhas que previnem contra sarampo e influenza no dia 4 de abril e ainda estamos com a cobertura baixa, mesmo fazendo diariamente o chamamento e busca ativa. Seguimos alertando e fazendo o chamamento à população para importância da vacinação, que é a melhor forma de prevenção. As pessoas não devem relaxar, porque sabemos que os vírus estão em circulação”, destacou Fernando Virgolino, chefe da Seção de Imunização da Secretaria Municipal de Saúde.

Covid-19 – Nesse ‘Dia D’, além das campanhas que previnem contra sarampo e influenza, será também ofertada à vacina que previne a Covid-19, imunizando todos os públicos a partir dos cinco anos de idade.  Para todos, não há necessidade de agendamento.

A campanha atenderá as crianças de 5 a 11 anos e estarão disponíveis também as primeiras doses para o público 12+, além de segundas doses da Coronavac (28 dias após a primeira dose), Pfizer (60 dias), Astrazeneca (90 dias) e Janssen. Pode tomar a terceira dose a população com idade a partir de 12 anos (120 dias após a segunda dose), imunossuprimidos (28 dias) e os trabalhadores de saúde (120 dias). A aplicação da quarta dose é destinada para os indivíduos imunossuprimidos e idosos a partir dos 60 anos, que tenham recebido a terceira dose há, pelo menos, 120 dias.

Sarampo e influenza – A vacina que previne contra o sarampo é destinada aos trabalhadores da saúde e crianças de 6 meses a menores de 5 anos. A única forma de evitar o sarampo é por meio da vacinação.

Já contra influenza, a vacina está disponível para os seguintes grupos: pessoas com 60 anos ou mais, crianças na faixa etária de 6 meses até 5 anos (4 anos, 11 meses e 29 dias), gestantes, puérperas (até 45 dias após o parto), trabalhadores da saúde, professores das escolas públicas e privadas, povos indígenas, grupos com doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais, população privada de liberdade e adolescentes e jovens em medidas socioeducativas, funcionários do sistema de privação de liberdade, pessoas com deficiência permanente, caminhoneiros, trabalhadores de transporte coletivo, rodoviário, portuários, funcionários do sistema prisional e profissionais das forças de segurança e salvamento (policiais, bombeiros e membros ativos das Forças Armadas).

“As vacinas de rotina e a que previne contra a influenza podem ser administradas juntamente com a vacina que previne a Covid-19. A única exceção é para as crianças de 5 a 11 anos. Estas não podem tomar as doses das vacinas de rotina ou a que previne contra influenza juntamente com a vacina da Covid-19. Neste caso, deve-se respeitar um prazo de 14 dias”, explicou Fernando Virgolino.

Todas as salas de vacina da rede municipal da Capital seguem recebendo as pessoas que fazem parte do grupo prioritário e que ainda não tomaram as doses das vacinas que imunizam contra Covid-19 e influenza. Os serviços também estão fazendo a atualização do Cartão de Vacina das crianças, adolescentes e adultos.

Locais para vacinação neste sábado (04) – ‘Dia D’:

– Abertura: Parque Solon de Lucena (Lagoa) – das 8h às 12;

– Centro Municipal de Imunização (CMI), Torre – das 8h às 12h;

– Unidades de saúde da família (USF)*, das 8h às 12h;

– Policlínicas Municipais de Saúde, das 8h às 12h;

– Estacionamento do Shopping Mangabeira (pedestres e drive thru), das 8h às 16h;

*Exceção: USF Ipês e USF Alto I (Distrito Sanitário IV) e USF Timbó II (Distrito Sanitário V)

  • Fonte – SEVCOM-JP

    Foto – Kleide Teixeira – Arquivo/SECOM