Sábado, 16, Outubro, 2021
Saúde 11, julho, 2021

Estados preveem toda população vacinada com 1ª dose em agosto

thumb

Com o avanço do ritmo de vacinação contra a covid-19, o Brasil assiste a uma espécie de “corrida de imunização”, com governadores acelerando calendários para que seus estados sejam os primeiros a completar a aplicação da primeira dose. Embora alguns governos estaduais não queiram fazer uma previsão, outros, como Rio de Janeiro, Santa Catarina, Ceará, Pará, Amazonas e Roraima, estimam que toda a população adulta terá sido vacinada com pelo menos a primeira dose até o final de agosto.

O governo de São Paulo também deve anunciar neste domingo (11) a antecipação do calendário para agosto. A última projeção do estado era imunizar toda a população adulta com ao menos uma dose até 15 de setembro.

Nesta semana, o Brasil bateu o recorde de aplicação de vacinas em 24 horas. De terça (6) para quarta-feira (7), foram distribuídas 3.391.427 doses em todo o país, considerando a primeira, a segunda e a dose única. Foram, respectivamente, 2.390.026 imunizantes aplicados na primeira dose, 613.387 na segunda e 388.014 na dose única. O avanço do PNI (Plano Nacional de Imunização) tem contribuído para a antecipação dos calendários em todo o país.

A Anvisa autorizou na sexta-feira (9) a importação de 4 milhões de doses da CoronaVac, o que também vai garantir a agilização do cronograma. Ao anunciar a compra, o governo paulista ampliou o horário de funcionamento de comércios e serviços e liberou as aulas presenciais a partir de agosto.

Veja, a seguir, a programação dos demais estados:

Rio de Janeiro – Com aceleração de calendário de vacinação junto com todos os 92 municípios do estado, a intenção do governo fluminense é imunizar toda população adulta acima de 18 anos até fim de agosto. No mês de julho será imunizada a população de 54 a 35 anos. Em agosto, as pessoas entre 34 e 18 anos.

Santa Catarina – O novo calendário do estado, divulgado pelo governador Carlos Moisés no Twitter, indica que a expectativa é vacinar toda a população adulta com a primeira dose até o dia 31 de agosto.

Rio Grande do Sul – A previsão é que, com os demais envios de doses previstos para os próximos meses, o estado consiga vacinar todas as pessoas acima dos 18 anos com ao menos uma dose até 20 de setembro.

Paraná – “Vamos vacinar toda a população do Paraná com pelo menos uma dose até o final de setembro, criando uma imunização importante para proteger as famílias paranaenses. O compromisso do Estado com o apoio dos municípios é acelerar a vacinação e fazer com que a vacina chegue até o maior número de pessoas, no menor tempo possível”, afirmou o governador Carlos Massa Ratinho Junior.

Tocantins – A Secretaria de Estado da Saúde (SES) esclarece que há uma previsão oficial do Ministério da Saúde (MS) de que pelo menos a 1ª dose da população vacinável terá recebido um imunizante até o último trimestre de 2021. A SES destaca que a projeção para setembro e outubro depende da regularidade na entrega das doses por parte do Ministério da Saúde.

Minas Gerais – A Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG) informa que, se for cumprido o cronograma do Ministério da Saúde de entrega de vacinas, a expectativa é de que todo mineiro a partir de 18 anos receba a primeira dose contra a covid-19 até o final de outubro de 2021.

Goiás – Conforme anunciado pelo governador Ronaldo Caiado, a meta do governo é vacinar, pelo menos com a primeira dose, todas as pessoas que residem no estado com idade igual ou superior a 18 anos até setembro deste ano.

Pará – A Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa) informa que deve vacinar toda a população acima de 18 anos com pelo menos a primeira dose até o final de agosto. A Secretaria ressalta que para atingir essa meta depende, sobretudo, dos envios de novas doses por parte do Ministério da Saúde.

Amazonas – O Governo do Amazonas informa que, caso o envio de vacinas pelo Ministério da Saúde continue se mantendo de forma regular, a expectativa é de que, até o final do mês de agosto, tenha sido aplicada pelo menos uma dose da vacina contra a covid-19 na população do estado a partir dos 18 anos.

Maranhão – A Secretaria de Estado da Saúde (SES) informa que a estimativa para aplicação da primeira dose na população adulta contra a covid-19 no Maranhão é o mês de setembro. A SES ressalta que, no momento, a maior dificuldade para estabelecer um prazo é a oscilação das entregas por parte do Ministério da Saúde.

Ceará – A Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa) informa que, de acordo com o número de pessoas cadastradas no Saúde Digital com idade entre 18 e 59 anos, as negociações de compra direta de vacinas de outros laboratórios e considerando o recebimento regular de imunizantes distribuídos pelo Ministério da Saúde, existe uma projeção de vacinar a população em geral dessa faixa etária, com primeira dose, até o fim do mês de agosto, se todos os cenários forem favoráveis.

Alagoas – A previsão da Secretaria de Estado da Saúde de Alagoas (Sesau/AL) é que até outubro todos os alagoanos adultos com mais de 18 anos estejam vacinados com a primeira dose. Entretanto, essa previsão somente será executada com o cumprimento da programação anunciada pelo Ministério da Saúde.

Sergipe – A previsão é o mês de setembro, se as vacinas continuarem a ser enviadas pelo Ministério da Saúde com regularidade.

Roraima – A Secretaria de Saúde do Estado de Roraima informa que a previsão para que toda a população adulta do estado seja vacinada com pelo menos a primeira dose da vacina é agosto de 2021 e, para a segunda dose, até o final de novembro.

Piauí – A Secretaria de Estado da Saúde do Piauí informou que a previsão para que toda a população adulta seja vacinada com pelo menos a primeira dose da vacina contra a covid é outubro de 2021.

Sem prazo definido

Amapá – A estimativa de vacinação e ritmo depende das vacinas que são enviados pelo Ministério da Saúde (MS). Por isso, neste momento, é temerário realizar previsões para o alcance de toda população.

Bahia – No momento, não é adequado fazer previsões com base em entregas realizadas a conta-gotas por parte do governo federal.

Mato Grosso – A Secretaria Estadual de Saúde (SES-MT) informa que Mato Grosso segue as orientações e o cronograma de vacinação do Ministério da Saúde. O avanço da imunização dependerá do envio de novas doses ao estado, que é feito pelo governo federal.

Não responderam

Não responderam ao R7 os governos de Acre, Rondônia, Mato Grosso do Sul, Pernambuco, Rio Grande do Norte e Paraíba.

Fonte: R7