Quinta, 09, Dezembro, 2021
Esportes 19, dezembro, 2020

GIOVANA CAMPOS: Sonhar faz parte das grandes conquistas

thumb

Consciente de que o principal passo entre o sonho e a realidade é a atitude, a nadadora paraibana Giovana Campos, se mantém motivada durante a pandemia do coronavírus, que gerou uma paralisação, em todas as atividades esportivas. Mas ela manteve o foco. Em casa, além de estudar de forma virtual, ela também não relaxou nos treinamentos específicos para não perder a forma total e buscar novos resultados na sua brilhante carreira.

Giovana Campos, que integra a equipe principal da Acqua R1 se manteve com treinos físicos diariamente em seu apartamento, sob a orientação do técnico Ériko Silva. Além do aspecto físico, Giovana também implementou atividades mentais para manter o psicológico em alta.

Aluna do Colégio Motiva Ambiental e da Cultura Inglesa de Tambauzinho, ela tenta usar as aulas em videoconferência para realização de estudos e contato com as amigas. “Nesse processo de pandemia, tenho que manter o psicológico em alta, por isso venho me empenhando bem nas aulas”, disse Giovana.

Com marcas positivas registradas no cenário nacional, Giovana Campos não esconde a vontade de voltar a competir com mais frequência, em função dos bons resultados que colheu no ano passado e que a colocou na elite da natação de base em nível nacional, como mostra o ranking da Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos.

Uma história de vencedora

Giovana Campos surgiu como um fenômeno da natação paraibana e brasileira desde as competições da categoria pré-mirim (8 anos). Ao longo dos anos, ela liderou por diversas vezes o ranking nacional nos nados costas, borboleta e medley, além de vários ouros e recordes nos Campeonatos Nordestinho e Norte Nordeste.

Atualmente a atleta é da categoria petiz II (12 anos), e ano passado obteve quatro índices para disputa do Campeonato Brasileiro sub-13, com apenas 11 anos. Com todas essas conquistas, a nadadora é vista como uma das promessas da natação do Brasil. “Não é fácil manter o alto nível nas competições. Por isso treino muito e sigo todas orientações do meu treinador”, afirmou Giovana.

A espera das provas valeu

Giovana Campos aguardou com ansiedade o novo calendário de provas da CBDA, que dependia da liberação das autoridades de saúde. “Senti muitas saudades dos treinos na piscina, assim como das minhas amigas de treino. Senti muita falta das competições permanentes. Senti falta da interação com minhas adversárias, ou seja, senti falta de toda a vibração da natação”, comentou Giovana Campos, que torce para que todo esse problema da Covid-19 passe o mais rápido possível.

Além do incentivo e das orientações que recebe do seu treinador Ériko Silva, que tem larga experiência na modalidade, Giovana conta com o apoio muito significativo da família nas tarefas escolares e nos treinamentos diferenciados na busca de importantes conquistas, que começaram a acontecer no segundo semestre de 2020.