quinta-feira, 25 de julho de 2024
Educação 24, agosto, 2023

Governo da Paraíba cria canal de comunicação direto com alunos da rede estadual de ensino

thumb

Os estudantes das escolas estaduais da Paraíba contam agora com um Comitê de Escuta Estudantil para que possam apresentar demandas específicas de cada uma das comunidades escolares, com a meta de melhorar ainda mais o ensino e aprendizagem. A primeira turma de estudantes integrantes desse grupo de representação tomou posse oficialmente na tarde desta quarta-feira (23), na Escola Cidadã Integral Técnica Professor Pedro Augusto Porto Caminha, em João Pessoa.

Na oportunidade, 22 estudantes de escolas estaduais foram empossados pelo secretário de Estado da Educação, Roberto Souza, e pela secretária executiva de Gestão Pedagógica, Elizabete Araújo. O objetivo central do comitê é estabelecer um canal de comunicação claro e direto dos estudantes da Rede Estadual com os representantes do Governo da Paraíba, por meio da SEE-PB.

Comitê – O Comitê de Escuta Estudantil é formado por quatro estudantes da 1ª Gerência Regional de Ensino, dois estudantes da 2ª e 14ª Gerências Regionais de Ensino, e um estudante representando cada uma das demais Gerências. Os alunos foram escolhidos mediante reuniões internas de cada Gerente Regional de Ensino, em conjunto com líderes de turma e grêmios estudantis, e terão uma gestão de um ano a partir da data da posse.

O objetivo principal do Comitê de Escuta Estudantil é a representação de todos os estudantes das escolas estaduais. O fluxo de trabalho do Comitê funcionará mensalmente, com reuniões internas nas Gerências Regionais; e bimestralmente, em encontros estaduais com o secretário de Estado da Educação.

O secretário Roberto Souza lembrou da importância de promover a participação dos estudantes nas decisões da pasta. “O governador João Azevêdo valoriza muito essa participação direta da população na escolha das prioridades, e com a Educação isso não seria diferente. Nós já temos esse contato direto com os sindicatos, por exemplo, e por que não ter um comitê permanente de consulta estudantil? Então ele nasce desse propósito de escutar o apelo dos estudantes para as necessidades que eles têm nas escolas. É o secretário escutando os alunos para implementar políticas que atendam a essas demandas. É tão somente dar voz aos estudantes”, explicou o secretário.

Uma das estudantes que tomou posse nesta quarta-feira (23) foi Thainá Fernandes, da ECIT Dom Marcelo Pinto Carvalheira, da cidade de Guarabira. A aluna valorizou a importância de promover o diálogo com os estudantes e já estabeleceu o que será prioridade para ela e para sua comunidade escolar.

“Acho muito importante esse comitê pois nós sabemos o que os alunos estão precisando, nós sabemos o que eles gostam, o que eles querem reivindicar. Então acho que é uma iniciativa maravilhosa, pois temos esse contato direto com nossos colegas e, agora, com as pessoas que podem resolver esses problemas. Sem dúvidas, uma das demandas que queremos trabalhar é sobre a saúde mental nas escolas. Essa proposta já está sendo encaminhada pela Secretaria, mas queremos que seja ainda mais ampliado, pois sabemos que existem muitas questões para os estudantes como inseguranças, medo do futuro, ansiedade, e esse amparo está sendo muito importante”, disse Thainá.

Fonte – SECOM-PB