sábado, 25 de maio de 2024
Geral 1, outubro, 2023

Governo da PB oportuniza aos filhos de reeducandos aprenderem a tocar um instrumento

thumb

O primeiro concerto do Quinteto de Sopros do Programa de Inclusão Social Através da Música e das Artes (Prima) no presídio Sílvio Porto, realizado na manhã deste sábado (30) – dia de visita –, teve uma boa receptividade e despertou o interesse dos familiares das pessoas em privação de liberdade que buscaram logo matricular seus filhos para aprenderem a tocar um instrumento musical. 

A iniciativa faz parte da política de inclusão social do Governo da Paraíba, e resulta da parceria entre a Secretaria da Administração Penitenciária e o Prima, com o objetivo de ofertar aulas de música a filhos de pessoas em privação de liberdade. Podem ser matriculados gratuitamente no Prima filhos de reeducandos, com idade entre sete e 18 anos. O instrumento musical ficará com o aluno enquanto ele estiver estudando música. 

O secretário de Administração Penitenciária, João Alves, avalia como positivo o interesse das mães que durante a apresentação do Quinteto de Sopros Prima já matricularam seus filhos e filhas. Ele agradeceu ao gestor do Prima, Milton Dornelas, pela sensibilidade, pela parceria neste projeto de inclusão social.

Isabele, mãe de uma adolescente, fez a matrícula da filha, que tem o dom de cantar. “Essa é uma boa oportunidade para minha filha praticar canto, para atuar em coral. Estudar música ocupa a mente de crianças e jovens, além de, quem sabe, se tornar profissional”.

A senhora Claudenice, mãe de um jovem de 15 anos, falou que o filho quer aprender a tocar trompete, então fará sua matrícula no Prima.

Madu Ayá, gerente executiva de Ações Educacionais e Culturais do Prima, também prestigiou o concerto, fez contatos com mães e filhos e observou que o projeto tem chances de significativa procura em todos os polos do Prima no estado. 

O bispo Miguel Soares, da Igreja Universal, esteve presente ao concerto do Prima, colaborou com o evento e elogiou a iniciativa da Seap. “Esse projeto é de suma importância porque chega até a família, e a música produz uma harmonia maior”, comentou.

As próximas apresentações do Prima em João Pessoa acontecerão dia 7 de outubro na Penitenciária Maria Júlia Maranhão, dia 14 na Penitenciária de Psiquiatria Forense e dia 28 na Penitenciária de Segurança Máxima Geraldo Beltrão. Após essa etapa, a parceria Seap/Prima segue para Campina Grande e demais cidades polo. O Prima acontece em 17 Polos de Ensino distribuídos em 14 municípios do Estado da Paraíba.

O Programa – O Prima é um programa do Governo da Paraíba que tem como objetivos fomentar o exercício da cidadania de seus integrantes; promover a inclusão e democratização do acesso à arte; difusão da música em sua diversidade; e o desenvolvimento humano através do ensino coletivo de música. Também desenvolve a formação de orquestras e outros grupos musicais.

Fonte – SECOM-PB