Domingo, 24, Outubro, 2021
Saúde 6, julho, 2021

Hospital Metropolitano realiza captação de multiórgãos que serão transplantados em paraibanos

thumb

O Hospital Metropolitano Dom José Maria Pires, em parceria com a Central de Transplante, realizou, na noite desta segunda-feira (05), a captação de multiórgãos de uma doadora de 61 anos de idade com morte encefálica confirmada. O fígado, foi destinado a um paciente de 62 anos; o rim esquerdo e o rim direito também beneficiarão outros dois paraibanos, já as córneas foram enviadas ao Banco de Olhos da Paraíba para avaliação, para depois serem destinadas aos receptores.

Após o sim da família, as equipes iniciaram todos os trâmites necessários para a captação, conforme explicou a coordenadora da Comissão Intra-hospitalar de Doação de Órgãos e Tecidos para Transplante (Cihdott) do Metropolitano, Patrícia Monteiro. “Após realização de todos os testes comprobatórios determinados pela Legislação Brasileira, abrimos o protocolo de morte encefálica, realizamos o teste para Covid-19, que resultou em negativo, colhemos a autorização da família, e seguimos os requisitos do processo para realização da captação de fígado, rins e córneas”, pontuou.

A cirurgia durou em torno de 2h, com a equipe de Captação de Recife (PE), liderada pelo Dr. José Olímpio e os órgãos beneficiarão cinco pessoas que aguardavam na Fila Única da Central de Transplante. “Dizer sim após a perda de um ente querido pode ser doloroso, mas também pode representar a mudança na vida de pessoas que esperam por um transplante. Enquanto equipe nos sentimos honrados em participar desse momento e contribuir para que a vida continue”, expressou o cirurgião.

Seja Doador – Para ser um potencial doador, não é necessário deixar algo por escrito. Porém é fundamental comunicar à família o desejo de doação, pois para que o procedimento seja realizado, é necessário autorização familiar. É preciso ter entre 2 e 80 anos e não pode apresentar doença comprometedora do órgão ou tecido.

Fonte: SECOM/PB

Foto: SECOM/PB