sábado, 2 de março de 2024
Política 6, dezembro, 2023

João celebra parceria com a Latam para voos semanais

thumb

O governador João Azevêdo (PSB) celebrou um Termo de Acordo de Regime Especial (Tare) com a Latam Linhas Aéreas que irá garantir uma frequência de 280 voos mensais da empresa nos aeroportos Castro Pinto, em João Pessoa, e João Suassuna, em Campina Grande.

A assinatura, que contou com a presença do vice-governador Lucas Ribeiro, aconteceu nesta terça-feira (5), na Capital paraibana, e é resultado de mais um benefício fiscal concedido pelo Governo da Paraíba para fortalecer a economia estadual.

O Tare prevê o fluxo de 20 voos semanais entre João Pessoa e Brasília; 42 voos semanais entre João Pessoa e São Paulo; quatro voos semanais entre Campina Grande e Fortaleza; e 4 voos semanais entre Campina Grande e Recife.

Na ocasião, o governador ressaltou os investimentos que deverão atrair mais turistas e eventos para a Paraíba.

“Estamos vivendo um bom momento na Paraíba, com a construção de resorts no Polo Turístico Cabo Branco, do Centro de Convenções de Campina Grande, do novo aeroporto de Patos, investimentos que estamos fazendo para atrair mais turistas e eventos. Viabilizamos os voos no Sertão, ampliamos a malha aérea de Campina Grande e, agora, firmamos esse acordo com a Latam que vai fortalecer ainda mais os negócios e a economia do nosso estado”, destacou João.

“A Latam tem o compromisso de democratizar o transporte aéreo no Brasil e a Paraíba faz parte deste projeto por seu enorme potencial turístico. Continuaremos a observar de perto o desempenho destes voos para uma operação sustentável e positiva para todos”, afirmou a diretora de Vendas e Marketing da Latam Brasil, Aline Mafra.

A secretária do Turismo e do Desenvolvimento Econômico, Rosália Lucas, destacou o fortalecimento dos aeroportos da Paraíba.

“Com essa assinatura de hoje, conseguimos ampliar a malha aérea para Brasília, e Campina Grande ganha a sua terceira companhia aérea com início de operação em janeiro, o que irá ampliar o turismo de eventos, de negócios e também o escoamento da produção”, comentou.