Quarta, 20, Outubro, 2021
Esportes 17, junho, 2021

Liga das Nações: seleção brasileira de vôlei bate fácil Austrália

thumb

Nesta quinta-feira (17), a seleção brasileira masculina de vôlei não teve dificuldades para derrotar a Austrália, por 3 sets a 0, pela 12ª rodada da Liga das Nações. As parciais foram de 25/17, 25/22 e 25/12. A competição é disputada em Rimini (Itália) em formato de bolha sanitária, devido à pandemia do novo coronavírus (covid-19).

O resultado mantém o Brasil na ponta da competição, com 11 vitórias e 32 pontos, independente do que acontecer na partida da vice-líder Polônia com a Alemanha, que ainda se enfrentam nesta rodada. Os australianos, com um triunfo, estão na lanterna da Liga, que reúne 16 seleções.

O ponteiro Maurício Borges e o central Isac anotaram 11 pontos cada e foram os destaques do Brasil, que descansa até segunda-feira (21), quando volta a quadra para enfrentar a anfitriã Itália, às 16h (horário de Brasília). Na terça-feira (22), às 14h30, a seleção nacional mede forças com a Alemanha. Por fim, na quarta-feira (23), os brasileiros encerram a participação na primeira fase diante da Rússia, às 16h.

Os quatro primeiros colocados avançam à fase final da Liga das Nações, marcadas para os próximos dias 26 e 27. Os classificados de momento às semifinais seriam Brasil, Polônia, Eslovênia e Rússia.

“O jogo de hoje [quinta] foi muito importante. Saímos muito felizes com a vitória e conseguimos rodar bastante os jogadores. A contribuição de cada e o espírito de grupo do nosso time foram fundamentais. Temos um grupo bem preparado e, independentemente do resultado, conseguirmos impor nosso ritmo”, disse Isac, após a partida contra a Austrália, ao site da Confederação Brasileira de Voleibol (CBV).

A seleção é comandada em Rimini pelo auxiliar Carlos Schwanke. O técnico Renan dal Zotto se recupera de complicações provocadas pela covid-19 e está no Brasil. A competição na Itália é a última antes da Olimpíada de Tóquio (Japão). Os brasileiros estreiam nos Jogos em 24 de julho, diante da Tunísia, na Ariake Arena.

Fonte: Agência Brasil

Foto: FIVB/Divulgação