Sexta, 01, Julho, 2022
Geral 31, maio, 2021

Primeiro Painel Funesc de junho aborda liberdade de imprensa e os desafios do Jornalismo Cultural

thumb

A Fundação Espaço Cultural da Paraíba (Funesc) realiza, nesta terça-feira (1º), a partir das 19h, mais uma edição do ‘Painel Funesc’, cujo tema em debate será “Crítica e liberdade de imprensa: desafios do Jornalismo Cultural em tempos de pandemia”. Os debatedores do encontro serão Audaci Júnior (editor de Cultura de A União); Renato Félix (crítico de cinema); Jesuíno André (produtor e crítico musical); Olga Costa (Programa Jardim Elétrico e jornal Microfonia) e Silvio Osias (colunista da CBN e do Jornal da PB). O mediador desta edição será o jornalista Jãmarrí Nogueira e a transmissão ao vivo acontecerá através da TV Funesc (youtube.com/funescpbgov).

Audaci Junior é jornalista formado pela UFPB, cinéfilo e resenhista de quadrinhos desde 2010 no Universo HQ. Trabalha como revisor desde 2014, produzindo para autores independentes e para editoras, dentre elas a Mino, Panini, Skript, Avec, New Order, Pipoca & Nanquim e Comix Zone. Lançou, em 2005, o primeiro livro-reportagem em quadrinhos do Brasil, “Riscos no Tempo” (Marca de Fantasia) e, em 2010, criou o “HQ em HQ”, blog com resenhas de quadrinhos utilizando o próprio formato e mimetizando estilos narrativos das obras analisadas. Produziu e dirigiu o curta-metragem “O gosto de ferrugem”. Foi repórter produtor do Caderno de Cultura “Vida & Arte”, do Jornal da Paraíba, já fez reportagens para A União, Correio da Paraíba e UOL. Atualmente é editor do caderno “Cultura” do jornal A União.  

Renato Félix é jornalista formado pela UFPB, foi editor adjunto de cultura em A União, repórter do caderno de cultura do Jornal da Paraíba e editor do caderno de cultura do jornal Correio da Paraíba. Escreveu nas revistas Set e Mundo dos Super-Heróis; é colaborador da revista Preview e do site Universo HQ, além de editor da revista Artestúdio, sobre arquitetura e design. Membro da Associação Brasileira dos Críticos de Cinema (Abraccine), é autor de textos nos livros “100 Melhores Filmes Brasileiros”, “Documentário Brasileiro: 100 Filmes Essenciais”, “Animação Brasileira — 100 Filmes Essenciais” e “Trajetória da Crítica de Cinema no Brasil”. É também membro da Academia Paraibana de Cinema e colunista da CBN, desde 2020.  

Jesuíno André de Oliveira baiano de origem, com 40 anos morando em João Pessoa. Aposentado por invalidez, trabalhou em agências de comunicação, pesquisa e publicidade, atuou como produtor cultural e colunista musical desde o final dos anos 80, colaborou para os tabloides Jornal de Ação, Correio Jovem e Jornal/revista MQA. Produziu três edições do Mostrazine – evento de cultura alternativa, editou os webzines Musicland, Junkmail e Ladonorte, colaborou para sites como Rock Press, Overmundo, O Inimigo, fundou e editou o microselo Musicland Records e, atualmente, edita o blog, podcast e programa MeuSons.

 Olga Costa foi fotógrafa no Jornal O Norte. Trabalha na produção, programação e apresentação do “Jardim Elétrico”, na Rádio Universitária da Rádio Tabajara. É editora e diagramadora no Jornal Microfonia, que surgiu em 2010 como um fanzine, mas que logo se tornou jornal e selo para lançamento de CDs tanto de bandas locais, como de parceiros em diversas cidades do Brasil.

Silvio Osias nasceu em João Pessoa e tem 61 anos. Trabalha como jornalista desde os 15 anos, quando começou fazendo crítica de cinema.  Cursou Jornalismo na Universidade Federal da Paraíba (UFPB) e passou os primeiros anos no jornal impresso, ingressando posteriormente no jornalismo televisivo, onde passou 25 anos entre diversas emissoras paraibanas. É autor do livro “Meio Bossa Nova Meio Rock´n´roll – Crônicas Musicais”. Atualmente tem uma coluna sobre cultura e política no Jornal da PB online e também é colunista da CBN João Pessoa.

O mediador Jãmarrí Nogueira é graduado em Jornalismo pela UFPB e pós-graduado em Jornalismo Cultural pela FIP. Trabalha como jornalista profissional há quase 30 anos, tempo em que atuou como repórter no jornal O Norte  e como repórter, colunista e editor setorial nos jornais Moçada Que Agita, Correio da Paraíba e A União. Também foi colunista do Jornal da Paraíba. Como profissional de rádio, foi redator da Cabo Branco FM, apresentador na Cidade Verde AM e apresentador também na Tabajara FM. Atuou nos portais Tambaú 247 (hoje T5) e no MaisPB.

Foi professor da graduação em Jornalismo na Fundação Francisco Mascarenhas. Atuou como repórter freelancer para os jornais O Globo e O Estado de S. Paulo. Atualmente, é chefe da assessoria de imprensa da Funesc, sendo ainda colunista de cinema da CBN em João Pessoa e colunista de cultura do Portal T5. 

O ‘Painel Funesc’ estreou no dia 14 de julho de 2020 e, desde então, já foram realizados diversos encontros virtuais, semanalmente. A proposta do projeto é levar ao público discussões sobre diferentes linguagens artísticas, além de assuntos relacionados à produção cultural e à cena paraibana. Os encontros acontecem sempre às terças-feiras.    

Serviço: 

Painel Funesc   

Terça feira, 01/06/2021, às 19h   

Tema: “Crítica e liberdade de imprensa: desafios do Jornalismo Cultural em tempos de pandemia”

Convidados: Audaci Júnior (editor de Cultura de A União); Renato Félix (crítico de cinema); Jesuíno André (produtor e crítico musical); Olga Costa (Programa Jardim Elétrico e jornal Microfonia) e Silvio Osias (colunista da CBN e do Jornal da PB).

Mediador: Jãmarrí Nogueira (jornalista Funesc)

Transmissão: TV Funesc (youtube.com/funescpbgov).

Fonte: SECOM/PB