Segunda, 14, Junho, 2021
Esportes 6, junho, 2021

Sejel e Lotep discutem projeto para apoiar e fortalecer o paradesporto

thumb

Fortalecer ainda mais o paradesporto na Paraíba foi o projeto discutido em uma reunião, na manhã desta sexta-feira (4), na sede da Loteria do Estado da Paraíba (Lotep), da qual participaram o presidente da entidade, Petrônio Rolim; José Marco, que é secretário executivo de Esporte e Lazer; e representantes do segmento na Paraíba. O objetivo é apoiar financeiramente entidades que trabalham com o paradesporto e ainda atletas paralímpicos individuais, por meio de repasse de acordo com a arrecadação da Lotep.

“O projeto merece todo elogio por parte de todos que fazem o paradesporto aqui na Paraíba porque, além de contemplar as entidades e associações, também vai poder contribuir de forma individual”, disse Jônatas Castro, assistente técnico da seleção brasileira de goalball.

Segundo dados do IBGE, cerca de 27% da população possui algum tipo de deficiência e isso foi uma das motivações para que a Lotep pudesse também realizar um planejamento para engrandecer o paradesporto em nível de Paraíba, que desenvolve pelo Governo do Estado inúmeros eventos e atividades que beneficia os segmento. “O paradesporto da Paraíba está tão em alta: o Governo do Estado disponibiliza os Jogos Paralímpicos da Paraíba, Projeto Paraíba Paralímpica, que são escolinhas gratuitas para todas as idades em vários municípios e ainda os Jogos Escolares e Paraescolares, além do Bolsa Esporte. Esse patrocínio com a Lotep só vai gerar uma expectativa de deixá-lo de igual para igual com os grandes centros da América do Sul, como São Paulo, por exemplo”, frisou José Marco.

Ele ainda destacou o quantitativo de passagens aéreas adquiridas pelo Governo para que a delegação paraibana disputasse as Paralimpíadas Escolares, em São Paulo, onde a Paraíba sempre ganhou um dos maiores quantitativos de medalhas, inclusive em uma das edições chegou a ficar atrás apenas de São Paulo no quadro geral. “Sempre nas edições das Paralimpíadas Escolares, a nossa delegação ganhou um número expressivo de medalhas, e em um dos anos ficou na segunda colocação geral no quadro de medalhas e isso mostra uma grande força o paradesporto da Paraíba”, lembrou.

Paralímpíadas – Para os próximos Jogos Paralímpicos, marcados para o segundo semestre, em Tóquio, no Japão, a Paraíba poderá ter cerca de 30 representantes na delegação do Brasil, entre paraatletas, técnicos e staffs. E o atual recordista mundial no paratletismo na prova dos 100 e 200 metros é o paraibano Petrucio Ferreira, que é considerado o atleta paralímpico mais rápido do mundo de todos os tempos.

Fonte – SECOM-PB